KGB rapta ativistas topless do grupo FEMEN – tira-lhes a roupa, tapa-lhes o cabelo e deixa-as nuas na floresta

7
12

 

Fonte: Marxismo Cultural

Três ucranianas do grupo feminista FEMEN foram alegadamente raptadas pela KGB da Bielorrússia antes de verem o seu cabelo cortado e serem abandonadas sem roupas nas florestas.

As activistas desapareceram na Segunda Feira da capital bielorrussa Minsk depois de protestarem contra o presidente Aleksandr Lukashenko em frente ao edifício da KGB.

A declaração do site do movimento diz:

A partir das 6pm – hora de Kiev – a ligação com as activistas da FEMEN perdeu-se. Uma hora depois, os seus telemóveis aparentaram terem sido desligados.

Mais tarde, uma das mulheres desaparecidas, Irina Shevchenko, conseguiu ter acesso a um telefone. A activista disse às colegas que haviam sido presas pela polícia e pela KGB na estação de comboio de Minsk, juntamente com mais duas activistas.

Fomos vendadas e colocadas num autocarro. Depois levaram-nos para a floresta e despejaram gasolina sobre nós e forçaram-nos a despir – ameaçando-nos que nos incendiariam ou nos esfaqueariam com as suas facas. Mais tarde usaram essas facas para nos cortarem o cabelo.

Depois disto, as activistas foram abandonadas na floresta, sem roupa e sem documentos. As raparigas fizeram uma longa caminha a pé até encontrarem ajuda numa pequena vila.

No seu blogue, a líder do movimento pediu aos locais para esconder as activistas da policia até que a embaixada Ucraniana conseguisse resgatá-las.

Meus comentários

É o tal negócio: Revolução, revolução, revolução… as garotas do FEMEN só pensam nisso dia e noite.

Eu gosto delas. Especialmente quando estão sem roupa. Até já fiz um post em homenagem. Posso garantir: prefiro muito mais ver uma manifestação do FEMEN do que ouvir alguém da CUT gritando qualquer p****orra em meu ouvido.

Mas não dá para negar que revolução tende a resultar nisso: caos instaurado para a tomada de poder de forma totalitária por um grupo, e é exatamente isso que ocorreu na Bielorússia. E até hoje isso não mudou.

As meninas do FEMEN (tadinhas, estou sinceramente com pena) são vítimas de esquerdistas que chegam ao poder ajudados por pessoas como elas.

Não dá para deixar de dizer que a judiação fizeram com as garotas é em parte patrocinada por elas próprias.

Anúncios

7 COMMENTS

  1. É aquela história básica:

    Os idiotas uteis trabalham que nem retardados em nome de uma “causa” que eles sabiam no que daria, mas como são uns imbecis doutrinados a terem ódio irracional de conservadores, aceitam a ideologia e lutam irracionalmente apenas para saciar o tal “ódio” infundado, depois que os “mestres” deles tomam o poder, eles viram marca de tiro-ao-alvo para deleite dos seus antigos “mestres” que riem de cada um abatido…
    ….

    E tem ainda aquela coisa que disse antes, ” e quem disse que os ex-comunistas querem para eles o lixo que enviaram para destruir o ocidente?” hehe

    ….
    Em tempo:

    Luciano, você já notou que a tática dos muçulmanos na Europa (impulsionados pela irmandade islâmica, cujo o fim é a dominação do mundo por muçulmanos e a implantação de uma ditadura islâmica) uma de ferramentas semelhantes às do marxismo, estratégia gramsciana e etc?

  2. Exatamente como o agente desertor da KGB Yuri Bezmenov dizia: os militantes de esquerda (idiotas úteis) são usados durante o tempo suficiente para gerar desestabilização numa sociedade e descartados tão logo não sejam mais necessários. Ouvi dizer que agora a Rússia começou a reprimir também o homossexualismo. Para os otários esquerdistas verem com quem estão se metendo.

  3. E agora, FEMEN no Brasil também, como já vi notícias. O que acontece? Gente daqui fica sabendo do ocorrido lá ou gente de lá vem para cá, que ainda é um pouquinho livre, e começam esses movimentos políticos fanáticos e gananciosos, reclamando aqui de um machismo que é lá das redondezas da Rússia…

    Apenas estão pagando o preço. E, infelizmente, o que sofreram lá acarretará ainda mais mentalidade revolucionária. Num círculo vicioso de ódio, numa mentalidade abismal e sem fim de egoísmo, amor próprio, falta de consciência, com ausência de arrependimento e nada de remorso. Já que psicopaticamente só elas quererão ficar no poder, quando e e se o alcançarem, pelo medo de serem novamente o povo que sofreu, e ainda sofre, tudo isto aí. Traumas e mais traumas de serem gente comum, civis, como foram no passado. Repetindo, no fim, a conduta dos próprios algozes com os então governados.

Deixe uma resposta