Somos os mais egoístas: Geração Y é a “Geração do Eu”

2
1

Fonte: HypeScience

Vivemos a geração do Eu. É o que concluiu uma nova análise, que constatou um declínio na participação cívica e preocupação com os outros ao longo de quatro décadas, além de um aumento nos objetivos de vida do tipo “ganhar muito dinheiro”.

“Os dados analisados sugerem que a visão popular de que os nascidos após 1982 são pessoas que se importam mais, que são mais orientadas para a comunidade e politicamente engajadas do que as gerações anteriores é amplamente incorreta”, escreveram os pesquisadores, liderados pelo professor de psicologia Jean Twenge, da Universidade Estadual de San Diego.

Os cientistas ficaram especialmente surpresos ao ver que o desejo de salvar o meio ambiente foi diminuindo ao longo das três gerações estudadas – baby boomers, Geração X e Geração Y ou Milennials (de 1982 a hoje) – apesar do aumento dos problemas relacionados ao clima.

Por exemplo, enquanto 5% dos baby boomers (nascidos entre 1946 e 1961) disseram que não fizeram nenhum esforço pessoal para ajudar o meio ambiente, a proporção entre a Geração Y foi de 15%.

E, embora a taxa de voluntariado parece ter aumentado entre a mais nova geração, os pesquisadores acreditam que isso se deve a obrigatoriedade de algumas escolas de serviço voluntário.

Já os dados sobre objetivos de vida mostraram um afastamento dos valores intrínsecos, tais como o desenvolvimento de uma filosofia de vida significativa, para valores mais extrínsecos, tais como estar bem financeiramente – isso ocorreu ao longo das três gerações.

“Comparado com os boomers, as Gerações X e Y são preocupadas com dinheiro, fama e imagem, e objetivos relacionados com a autoaceitação, afiliação e comunidade são menos importantes”, disseram os pesquisadores.

Segundo os cientistas, essa mudança de valores intrínsecos para extrínsecos pode explicar o aumento de ansiedade, sintomas depressivos e má saúde mental documentado por outras pesquisas ao longo das gerações.

Meus comentários

Eu acabei de publicar um texto que um sociólogo chamado José Casanova disse que a religião “torna as pessoas egoístas, por causa da crença na salvação”, e agora me aparece essa pesquisa mostrando que em um mundo cada vez mais secularizado, embebido da crença humanista, as novas gerações estão… cada vez mais egoístas.

Ê lelê. Esse tal sociólogo José Casanova não honra o sobrenome que tem.

Anúncios

2 COMMENTS

  1. O que me parece é que as gerações X e Y (eu sou da Y, filho de pais baby boomers) apenas ampliou os problemas de egoísmo e falta de visão e responsabilidade dos próprios boomers.

Deixe uma resposta