Técnica de Propaganda: Deslegitimização do oponente de forma preventiva

5_iran_misil_2

Última atualização: 01 de abril de 2013 – [Índice de Técnicas][Página Principal]

Embora com um nome complicado, esta técnica é bastante simples, e sempre utilizada por humanistas e esquerdistas.

Richard Dawkins e Sam Harris, por exemplo, dizem que não há problema nenhum em suas argumentações (mesmo que repletas de falácias e discursos de ódio), pois se alguém reclamar, é por que “atualmente temos como tabu não criticar a religião”.

Isto é, Dawkins e Harris já antecipam possíveis críticas, arrumam uma desculpa (qualquer coisa que conseguirem inventar), e de forma preventiva tentam tirar, perante a plateia, qualquer legitimidade de críticas que venham do oponente.

O método se baseia, então, em um ataque duplo, onde o primeiro ataque é baseado em rotinas para infligir dano ao outro lado, e o segundo ataque, em paralelo, para atacar e tirar a legitimidade de um possível revide.

Assim, fica claro que refutar apenas o ataque principal é um erro estratégico. O segundo ataque deve ser refutado e desmascarado da mesma forma.

Em resumo, tanto o ataque principal, como o ataque paralelo (esta técnica que estou tratando aqui), são pontos a serem neutralizados por aquele que for vítima desta estratégia.

No caso de Dawkins e Harris, não é apenas importante apontar as fraudes no ataque principal, como também na alegação fraudulenta de que existe um tabu de que religiosos “não aceitam serem questionados, e somente por isso reagem ao ataque neo-ateu”.

Aliás, não há evidência alguma deste “tabu” em maior proporção do que existe para qualquer grupo.

Recentemente mostrei o caso da humanista radical Eliane Brum, que não aceita críticas ao seu ateísmo.

Mais motivos que nos fazem exigir evidências, por parte do neo-ateu, de que existe o tabu alegado, em maior proporção do que existe para quaisquer outros grupos, incluindo ateus militantes, gayzistas, feministas, etc.

Mas como essa técnica é aplicada de forma desonesta por eles, é claro que não apresentarão estas evidências jamais.



Categorias:Propaganda

Tags:, , , , , , , , ,

5 respostas

  1. Olá Luciano , acompanho seu blog há algum tempo , fiquei sabendo que está prestes a lançar um livro ,porém tu não têm medo de começar a ser perseguido por alguns militantes esquerdistas ,pois com o lançamento do livro ,você se tornará uma figura pública e suas obras ,passarão a ser acessíveis tanto ao público comum quanto a acadêmicos,políticos ,jornalistas . você não têm medo de receber críticas pesadas de jornalistas e alguns políticos de esquerda e que isso acabe chamando a atenção de militantes esquerdistas ,causando prejuizo não só a você mas também como sua obra ,pois poderão ter uma repercussãonegativa ?

    Curtir

  2. Luciano, vejo muitos brasileiros se usando de um tipo parecido de defesa para alegar que determinadas fontes de informações ou notícias que não lhes convêm são manipuladas pelos “americanos” ou pela mídia (que eles chamam de PIG), porém os mesmos não apresentam provas concretas de tais manipulações. Um exemplo abaixo para ilustrar melhor:

    Duas pessoas, A e B, debatem informalmente sobre astronomia:

    Pessoa A diz: “De acordo com a NASA, com a ajuda do telescópio Hubble, os astrônomos podem agora medir a distância das estrelas até 10 mil anos-luz, o que equivale a uma distância 10 vezes maior do que a permitida anteriormente.”.
    Neste instante a pessoa A cita sua fonte: http://www.nasa.gov/press/2014/april/nasas-hubble-extends-stellar-tape-measure-10-times-farther-into-space

    B diz: “NASA não é confiável porque é dos EUA, e ela já manipulou a ida do homem à lua, o que não aconteceu de fato.”

    A pessoa B estaria cometendo uma falácia? Qual o nome dela? Como refutar esse tipo de argumento?

    Curtir

  3. Minha resposta ao episódio do garoto que foi repreendido pelo Jô e que agora está sendo tratado como herói nas redes sociais : “Yahoo, JÔ, mídia comprada chapa branca e bolivariana, inquisidores do AI-6 do PT: batam mais em Bolsonaro. Esculhachem mais tanto o Bolsonaro, como nós que o apoiamos. Vocês nem sabem o quanto Bolsonaro cresce depois desses ataques a ele. É só comparar as votações tanto de Bolsonaro quanto do pastor Marco Feliciano , nas eleições anteriores e agora. Os dados estão na internet.O número de votos a eles EXPLODIU, massificou.
    Acendam as suas fogueiras da Inquisição Bolivariana e a sua tropa de choque do AI-6 petista para perseguirem cada vez mais a verdade e a liberdade de expressão.Obrigado por ajudar nossa causa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: