É uma doença mesmo: site de extrema-esquerda diz que “nós” conseguimos fazer o Brasil perder de 7×1 para a Alemanha

temculpaeu

Segundo o site do PCO (Partido da Causa Operária), a seleção brasileira pode dormir tranquila depois dos vergonhosos 7 gols tomados da Alemanha. O texto “Eles conseguiram… e agora?” diz que toda a culpa da derrota é da direita e seus aliados.

Vamos começar a revirar esse entulho para poder dormir com um sorriso no rosto depois de tamanho desastre em campo:

A derrota esmagadora da seleção brasileira aconteceu muito tempo antes deste fatídico 8 de julho no Mineirão.

Ou seja, tudo previamente combinado e arquitetado, como manda uma boa teoria da conspiração.

Foi preparado pela direita nacional organizada pelo imperialismo, pelos monopólios capitalistas do esporte, pela imprensa “nacional”(vendida para o capital estrangeiro) e, inclusive pela esquerda pequeno-burguesa que trabalha a serviço da direita como o Psol, o PSTU e outros grupos menores do mesmo quilate.

O imperialismo que os socialistas costumam mencionar é tão “competente “que não conseguiu nem fazer os Estados Unidos ganharem a Copa, já que, na ótica dos socialistas, tudo deve servir aos interesses… imperialistas. No script deles, estes são representados pelos Estados Unidos.

E o tal “monopólio” capitalista é de onde? Da Alemanha? E por que não da Itália ou da Inglaterra?

E agora temos uma esquerda pequeno-burguesa, que atende por nomes como PSOL e PSTU. Detalhe: partidos que sempre apoiam o PT.

Estou sem palavras.

Vamos ver o resto, para entender como a junção de PSOL+PSTU, com monopólio capitalista do esporte (que “deixou” o Brasil ser pentacampeão no passado) e direita nacional organizada pelo imperialismo conseguiriam mudar o resultado deste jogo.

Acuaram os brasileiros para não torcer pelo Brasil, buscaram de todos os meios desestabilizar o time brasileiro.

Quais são os casos de brasileiros “acuados” para não torcerem pelo Brasil? Será que foram feitas ameaças de morte para os torcedores? Mas parece que os torcedores que foram às ruas e aos estádios estavam torcendo muito (e chorando, depois do vareio alemão). Será que estes torcedores não estiveram entre aqueles coagidos?

E como será que a “direita cruel” (financiada pela CIA, talvez) conseguiu desestabilizar o time brasileiro? Será que nós falamos para eles que “não ia ter copa” e eles ficaram em pânico?

Vamos seguir:

A seleção foi derrotada pela política, mais precisamente pela pressão política.

Certo. Foi o PT que recorreu ao estratagema da “pátria de chuteiras”, mas, segundo o PCO, a “pressão política” sobre a seleção veio da direita…

Os jogadores brasileiros, todos muito jovens, provavelmente a seleção mais jovem que o Brasil já teve fez o que pode, não pode ser culpada de nada.

Esta seleção é a mesma que foi definida como a “pátria de chuteiras” pelos petralhas. Então, naturalmente, não pode ser culpada de nada. A culpa tem que vir de outro lugar, certo?

Foi perseguida pela imprensa, caçada em campo, teve que lutar contra os juízes e todas as tramoias obscuras e não conseguiu.

O Brasil conseguiu se classificar em primeiro de seu grupo, e tinha vencido os dois jogos eliminatórios até o momento. Mas, para o PCO, havia tramóias por todos os lados contra o Brasil. Parece que esse pessoal contratado para “fazer tramóias” não é dos mais competentes…

E ainda tem mais: eles dizem que os juízes estavam contra o Brasil, mesmo que no primeiro jogo contra a Croácia um deles tenha dado um pênalti a nosso favor, que nos ajudou a ficar em primeiro lugar do grupo.

Em relação à seleção ser “perseguida pela imprensa”, eles parecem achar que deve ser a primeira vez que a seleção brasileira é vista com desconfiança pelos nossos repórteres esportivos.

É um fato: esses socialistas realmente não assistem a futebol, pois senão saberiam que em todas as copas existe um mau humor absoluto com os técnicos de nossas seleções, pois sempre exigimos o máximo em termos de desempenho.

Quem não se lembra da Copa de 1994, quando Parreira e Zagalo nos ajudaram a levar o tetra debaixo de uma chuva torrencial de críticas da imprensa esportiva?

O PCO com certeza não se lembra.

Tiraram da Copa o seu melhor jogador com o apoio cínico da imprensa.

Eu fico tentando entender como a imprensa pôde ter participação na saída de Neymar do campo. Talvez deve ser mais uma conspiração, com gente como Galvão indo ter uma conversinha com o Zuñiga, por exemplo.

Desarticularam o time e a seleção verde-amarela lutou como pode até o gol de honra contra a Alemanha no final do jogo.

Na verdade, a seleção brasileira “travou” e não conseguiu nem lutar neste jogo contra a Alemanha. Mas, como diz o PCO, toda essa desarticulação veio da direita. Só se for da lateral direita…

São o retrato do povo brasileiro e da classe trabalhadora da qual vieram: são grandes jogadores, lutaram muito contra tudo e contra todos e foram esmagados e humilhados.

Isso deve ocorrer por que na seleção da Alemanha só joga quem vem da elite. Ali deve ser um time de quem nasceu em berço de ouro…

O povo brasileiro que torceu pela seleção brasileira com todo o coração está sofrendo desta mesma humilhação.

O povo com certeza está sofrendo. Mas será que o PCO está? Não sei não, pois para escrever um texto cômico como esse…

Vamos falar sério, gente: vocês do PCO resolveram apelar a um senso de humor mórbido hoje, certo?

Há os chacais, como a direita, que quer agora tirar proveito desta humilhação e desmoralização. Há os pequeno-burgueses de esquerda e de direita que vão festejar a tristeza do povo e a sua humilhação. É o seu ofício, por isso, merecem o justo desprezo do povo. O ódio é reservado à burguesia.

Olhem que beleza a teoria: por que existem alguns festejando a derrota do Brasil DEPOIS do jogo ter ocorrido, essas pessoas CAUSARAM a derrota. Esse é o truque da inversão do tempo. Coisa digna da série Exterminador do Futuro.

Mas por causa da derrota do Brasil em um jogo de futebol (que era apontado pelos socialistas como o ópio do povo na época da ditadura militar, mas para eles agora deve ter virado uma droga liberada pro consumo) a burguesia que “torceu contra” merece “desprezo e ódio”.

Quando eu falei que essa turma não vive sem discurso de ódio, eu não estava exagerando.

As apostas foram feitas. O jogo bruto de sempre, dentro e fora do campo, atropelou o Brasil, seu futebol e seu povo.

Espera aí, espera aí, muita calma nessa hora. Foi “aposta” da direita ou foi “conspiração armada”? Decidam-se: não dá para ser as duas coisas ao mesmo tempo.

Os que esperam ganhar tem que aguardar a reação real do povo a toda a operação política que conduziu o Brasil e seu futebol a um desastre ainda maior do que o de 1950 no Maracanã.

O duro vai ser o tal “povo” ouvir toda essa teoria do PCO sem cair no chão gargalhando de rir. (Aliás, que hora para o PCO ficar com humor involuntário, no momento em que a população sofre pela derrota da seleção)

Abaixo, uma musiquinha que resume bem esse tipo de comportamento que acabamos de ver:



Categorias:Outros

Tags:, , , , , , , ,

21 respostas

  1. E como levar a sério esse bando de retardados, até usuário de crack é mais coerente que essa escória. Olha só o comentário desse asno que já foi presidente e que ainda foi aplaudido. Pela “lógica” dele não são os jogadores que fazem gols por serem bons, mas é por causa do campo!

    Curtir

  2. Parece Joselito Muller, não é possível !!

    Curtir

  3. E o autor do texto é ninguém menos que o presidente do partido e candidato à presidência da república hehehe

    Curtir

  4. Parece que o Joselito Muller hackeou o site do PCO kkkkkkkkkkkkkkkk
    Não acredito estar lendo isso kkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  5. Luciano, quando a gente menos esperava (ou até esperava), surge uma sakamotice sobre a derrota humilhante, que usa aquela mecânica que conhecemos do tal blogueiro:

    1) Fala coisas que são ponto pacífico no começo (leia-se tudo aquilo que cerca o 7 a 1 e diz respeito a quem encara a coisa no humor ou na pura e simples tristeza mesmo);

    2) Pega um assunto relacionado a esse ponto pacífico (neste caso a confissão de Galvão Bueno falando ao filho caçula que há coisas mais importantes na vida do que futebol e que foi só um jogo);

    3) Simula uma contrariedade em relação àquele ponto do ponto pacífico (ao falar sobre o discurso empolgado do Galvão, que todo brasileiro conhece e está acostumado a ouvir);

    4) Tenta imputar ao tal pedaço do ponto pacífico uma responsabilidade que não lhe cabe (ao acusar o Galvão e outros de terem insuflado que o futebol seria a mais importante das coisas, em vez da mais importante das coisas que não são importantes);

    5) Tenta insinuar que o acusado seria culpado de coisas das quais ele não teria como ter qualquer influência (no caso o alemão que tomou porrada no Mineirão e perdeu a audição de um ouvido, os ônibus queimados em São Paulo imediatamente após o jogo e pessoas que descontariam a raiva em filhos e família);

    6) Vem querer dizer que pessoas que não têm responsabilidade por ocorridos ruins relacionados ao jogo ou outras coisas na realidade teriam responsabilidade, mas que seriam incentivadores de tais ocorridos ruins (e aí ele vem com aquele lance de que a exemplo dos comunicadores que não vão a público cometer agressões, não são os pastores ou deputados que segurariam a faca, o revólver ou a lâmpada fluorescente que atacam gays e lésbicas);

    7) Ele termina o texto com pontos pacíficos (como não ficar triste com o jogo).

    Logo, como pode ver, ele quis usar com o Galvão Bueno a mesma mecânica marxista-humanista-neoateísta que foi usada com Rachel Sheherazade e, em passado mais recente, o Marco Feliciano. Não nos fala que o incêndio na garagem de ônibus seguiu aquele mesmo padrão suspeito em que só se taca fogo em ônibus de empresa e não em coletivo que pertença a cooperativa, bem como chama as maioria absoluta de pessoas que foram ao Mineirão e voltaram ordeiramente a seus lares de responsáveis por aquilo que uns animais fizeram com um torcedor adversário (com suspeita de influência de bebida alcoólica, coisa que em tempos que não de Copa seria proibida pela lei brasileira), isso sem falar na neoateizada violenta que deu ao imputar a pastores e deputados evangélicos uma culpa de ocorridos com homossexuais, cujo número anual é inferior numérica e proporcionalmente à média de crimes contra o resto da população e que, analisados os dados, vemos muitos desses delitos sendo cometidos por homossexuais contra homossexuais (ao que dirão obviamente que seria por causa de uma “homofobia internalizada” em vez de algo com probabilidade de acontecer pelo convívio, como ocorre com um marido que espanque a esposa e os dois sigam morando no mesmo lar). Expandindo, podemos resumir o que ele disse pelo famoso “a culpa é da sociedade”, mesmo que “a sociedade” seja um substantivo que não é um espírito maligno que usa alguém intrinsecamente bom como “cavalo” para fazer as maldades que ela decidiu, mas sim um coletivo de seres humanos que interagem entre si e tomam atitudes individuais, algumas delas deletérias ao resto dessa mesma sociedade ou indivíduos da tal sociedade.
    Pela hora em que escrevo esta mensagem, ainda não havia qualquer comentário ao texto, mas creio que dará para extrair um bocado deles só para vermos quantos irão conseguir desmontar essa bobagem toda. E isso se pensarmos que, se fosse por esse raciocínio, deveríamos matar um argentino a cada esquina pelo fato de eles serem nossos maiores rivais historicamente (tanto na hegemonia geopolítica sul-americana quanto no futebol).

    Curtir

    • E já que na hora em que postei não havia ainda comentários, eles já surgiram aqui:

      Edmundo animal 2 horas atrás

      Espero que a próxima seja uma HECATOMBE eleitotal, ou seja a DERROTA DO PT E DA DILMA nas urnas!!!

      Edmundo animal 2 horas atrás

      E o Sakamoto, agora faz a estratégia do PT… FOI SÓ UM JOGO!!!!! JÁ COMEÇARAM A TENTAR SE “DESCOLAR” DO FRACASSO DA COPA. AGORA É A HORA DO DILMAZZO !!!!!!

      Edmundo animal 2 horas atrás

      OLHA O SAKAMOTO, JÁ COMEÇANDO A ESTRATÉGIA DE MINIMIZAR O ESTRAGO DA HUMILHAÇÃO DA DERROTA DO BRASIL NA COPA. É A ESTRATÉGIA DO PT/DILMA/LULA EM DESCOLAR A IMAGEM DO FRACASSO DA COPA. SE O BRASIL GANHASSE A COPA, IRIAM QUERER COLHER OS LOUROS DA VITÓRIA CAPITALIZANDO VOTOS NA ELEIÇÃO!!!. ESPERO QUE VENHA AGORA O DILMAZZO NAS ELEIÇÕES!!!! FORA PT!!!

      g13000 31 minutos atrás

      e agora ??? Decimus Iunius Iuvenalis panem et circenses ou seja, Olimpíadas, até lá, se preparem… impostos, Bolsa Família, minha Casa minha Vida e sabe lá Deus o que mais vamos ter que pagar por esse pão…

      Em relação ao dito pelo comentarista “Edmundo animal”, está coerente com o que está nesta notícia no mesmo UOL onde se encontra o blog no qual ele comentou. Também seguem análises de possíveis efeitos da goleada: esta de Fernando Rodrigues traçando dois cenários e esta que dá por certo que irá respingar nos marxistas-humanistas-neoateístas no poder, de Igor Gielow.

      Curtir

      • E vamos atualizar os comentários que ele está recebendo após tal artigo:

        Valmir Duarte 4 horas atrás

        Calma pessoal a conta ainda não chegou. Ainda faltam R$ 28 bilhões pra pagar nas, nem tudo está perdido pois termos como legado o fuléco, a cafusa e as caxirolas….

        Tatá de Almeida 1 hora atrás

        É bastante engraçado ver o sujeito que bradou aos quatro ventos que foi uma “vergonha” vaiar a presidenta de repente aparecer com esse papo de “é só um jogo”.

        As the zuera never ends, eis que temos uma segunda postagem sobre o assunto, que tem esta frase como o que considero ponto importante do texto que fala sobre a inabilidade futebolística de quem escreve:

        Hoje, com a globalização inserida nas relações humanas e a internacionalização de elementos simbólicos a ponte de estarem presentes no cotidiano da periferia do capital, eu seria chamado apenas de “looser” e tratado com um certo desdém hispter.

        Fica-me a impressão de que ele pode estar sendo deixado para trás pelos pobres a quem diz defender e pelos caviarescos (aqui personificados no hipster) de quem dependeria para se sustentar no mainstream.

        Curtir

  6. Outro teórico da conspiração da Copa também quebrou a cara.Estou falando de Jorge Kajuru, que disse que a Copa estava comprada para o Brasil ganhar.O pior é que seus seguidores ainda afirmam que a teoria é verdadeira, mas não aconteceu porque foi descoberta (Descoberta por quem ?Como conseguiu descobrir?).
    E por falar em Kajuru, preparem-se.Ele quer ser político.

    http://www.portalimprensa.com.br/noticias/ultimas_noticias/66733/kajuru+deixa+programa+esportivo+para+se+candidatar+a+deputado+federal+em+go

    Curtir

  7. Como disse a música “É muito mimimimi”.

    Curtir

  8. E tem coisa pior. O “Professor” Juremir Machado da Silva, notório puxa-saco do Tarso Genro escreveu essa asneira sem tamanho: http://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/?p=6141
    “Felipão, o herdeiro das táticas da ditadura
    Exatamente como a ditadura, ele tem os seus aliados: os mesmos do regime militar, a Globo, a Folha de S. Paulo e mais dois ou três, que ele convida para discutir os destinos da seleção. Com Felipão é “Brasil, ame-o ou vá para o inferno”.
    Se ganhar hoje – e espero que ganhe – soltará o verbo patriótico contra os comunistas que não acreditam na sua tática.”

    Discurso da esquerda atá ás 17:10 de ontem: “Se o Brasil for campeão, Dilma ganha de lavada no 1º turno”, discurso da esquerda ás 17:30 de ontem: “Não misturem futebol com política, não tem nada a ver”.
    Bando de canalhas!

    Curtir

  9. Alguém vai dizer que foi um agente da CIA infiltrado no PCO que fez isso pra destruir a reputação da representação do proletariado.

    Curtir

  10. nhé…foi engraçado, mas to esperando os militantes dos direitos humanos bradarem morte lenta e cruel para Felipão e Fred, xingando a todos que discordarem deles de nazista e fascista.

    Curtir

  11. Ahahahahahahahahaha! Nuca dei tantas risadas ao ler este blog! Impagável!

    Curtir

  12. Hilário e trise. No desespero é que cai a máscara comunista: acusam até mesmo seus ‘comrades’. Estes realmente mostram ao mundo que o inferno, aqui, é possível.

    Curtir

  13. Ótima refutação Luciano.
    Confesso que a parte que mais dei risada foi nessa: “Tiraram da Copa o seu melhor jogador com o apoio cínico da imprensa.”

    Ri bastante: “Eu fico tentando entender como a imprensa pôde ter participação na saída de Neymar do campo. Talvez deve ser mais uma conspiração, com gente como Galvão indo ter uma conversinha com o Zuñiga, por exemplo.”
    rs!

    Curtir

  14. Mas que poder esses caras dão para “nós”. “Nos” culparam de monte por linchamentos insanos que terminaram em assassinatos, e agora somos responsáveis também pelo tanto que o time jogou mal, já que os jogadores, coitadinhos e mal assalariados, não podem receber nenhum tipo de pressão, nenhuma matéria pode ser publicada que não seja elogiando-os, senão ficam aborrecidos e, junto com a vida tristinha e modesta que levam, jogam (não pode falar que joga mal, né?) de forma que permita outro time ganhar.

    Curtir

  15. Alguém ai, me diga, por favor; esse tal de PCO é mesmo um partido político ou é um grupo de comédia??? Não sou partidário mas não sou um imbecil pra cair nessa pantomima irracional, imbecil e malfadada. Seria uma falta de vergonha, sequer dizer-se simpatizante desse tal PCO; quando pensamos que estamos para acabar com o poder dessa gente que tem estômago, intestino grosso e cloaca na cabeça, eis que tem um brigando para assumir o poder, expelindo merda às vésperas da eleição. O vexame não é tomar de sete da Alemanha, é morar em um pais que tem essas coisas que nos passam vergonha. E, pra terminar, muito obrigado pela discussão ponto a ponto das merdas do PCO. Eu as li antes e, foi uma perda de tempo, foi somente para passar raiva; tentaram subestimar minha inteligência!!

    Curtir

  16. Agora PSOL e PSTU “trabalham a serviço da direita”? Chega a ser difícil dizer se esse pessoal é cômico, cínico ou simplesmente mau caráter porque me recuso a acreditar que alguém possa ser tão burro assim.

    Curtir

  17. Parece até que apareceu uma versão esquerdista do Joselito Müller escrevendo no PCO!

    Curtir

Trackbacks

  1. A derrota para a Alemanha, o estereótipo brasileiro de andar de jegue e o nacionalismo socialista contemporâneo | Mulheres contra o feminismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: