Guerra política 2014 – 3 – Verdades duras, mas necessárias

aplauso

No primeiro dia de propaganda política na TV, acompanhei os programas do PT, PSDB e PSB. E é o momento de algumas verdades duras na avaliação das propagandas para presidente. (Não focarei nas propagandas para deputados neste momento)

***

O programa do PSB só trouxe uma mensagem em homenagem à Eduardo Campos, portanto fica fora da avaliação. Vejamos se amanhã o PSB entra no jogo midiático.

***

O programa do PSDB foi muito melhor do que eu esperava. Combinando bem esperança e medo, Aécio demonstrou otimismo, falou em linguagem acessível e apontou a necessidade de mudança. Só que ser melhor do que eu esperava não significa perfeição. Longe disso. É de algo próximo à perfeição que falaremos agora…

***

Há boas chances do PT perder essa eleição. A simbologia sobre Marina parece bem forte e uma aliança entre PSB e PSDB no segundo turno pode ajudá-la bastante. O Brasil está em recessão e os bolivarianos no governo contabilizam um fracasso após o outro. A conjunção desses fatores, junto com a atmosfera de “salvadora da pátria, acima da política” que paira sobre Marina configuram um problema sério ao PT. Ponto.

Mas verdade seja dita: eles deram um baile no horário eleitoral. Usaram os frames certinhos, abusaram dos símbolos de medo e esperança, e ainda embutiram argumentação junto com a simbologia, o que demonstra muito talento por parte dos marqueteiros do PT. É um outro nível em termos de marketing eleitoral.

Recomendo aos leitores deste blog o esforço de superar as divergências com o PT no momento de assistir o programa, e tentar acompanhá-lo como um crítico de cinema acompanha um filme, observando méritos e deméritos em relação aos objetivos políticos da propaganda, não em relação à sua preferência.

Após fazermos isso, será fácil notar que simplesmente os marqueteiros de outros partidos ainda tem muito o que aprender.

***

Também recomendo assistir esses programas lembrando dos princípios da arte da guerra política, de David Horowitz:

  1. Política é guerra conduzida por outros meios
  2. Política é guerra de posição
  3. Na guerra política, o agressor geralmente prevalece
  4. Posição é definida por medo e esperança
  5. As armas da política são símbolos que evocam medo e esperança
  6. A vitória fica do lado do povo (veja também aqui na parte 1 desta série, no texto Falando ao Coração)

Depois de internalizar esses princípios, e tentar olhar de forma clínica a propaganda eleitoral, tente dar as notas para as propagandas de cada partido.

Da minha parte, é duro reconhecer mas… resta aplaudir os marqueteiros do PT.

***

Já vi reclamações quanto ao programa do PT, afirmando coisas como “demagogia”, “chantagem emocional” e coisas do tipo. Mas é assim que a guerra política funciona. Quem não gosta disso, não deveria nem estar concorrendo.



Categorias:Outros

Tags:, , , , , ,

13 respostas

  1. Em termos práticos, o PT larga com duas grandes vantagens: o tempo da propaganda e a desnecessidade de tornar sua candidata conhecida. Assim, já pode, de cara, usar em seus programas vacinas contra os ataques adversários, bem como lançar, ele próprio, ataques sutis a eles (vimos isso em uma inserção de 30s no intervalo da novela, mostrando uma moça sendo ignorada em sala de aula e alegando que era assim em outros tempos, antes de Lula, Dilma e do ProUni). Aécio precisa primeiro se tornar conhecido para, só então, partir prá assertividade. Por isso, considerei seu programa inicial adequado, com um tom emotivo e bem entoado, que falou ao coração. Dadas as circunstâncias em que se inicia a disputa, ambos, PT e PSDB, cumpriram bem seus objetivos. Mas a partir de um determinado momento, Aécio terá que ir além desse “empate técnico” e dar um jeito de compensar suas desvantagens através de conteúdo, situação em que o PSDB tem falhado miseravelmente. Podemos tentar pressioná-los para quem façam melhor dessa vez.

    Curtir

  2. Luciano,sei que estou mudando de assunto,pois peço que avalie a atitude que a radio vox esta tomando perante ao PSDB.
    Como sabemos,o PSDB,não é a nossa direita ideal(sendo o mesmo a direita da esquerda)a radio,anda fazendo uma serie de críticas ao Aécio,(com as alegações do comprometimento global,gayzista e outros)com isso em mente,pergunto.
    Criticar agora,Aécio Neves,seria contraproducente para a guerra politica?

    Curtir

  3. Luciano,desculpe discordar,mas o partido de Marina Silva não é o REDE?Acho que se Marina Silva se elegesse seria um recesso,vamos fazer uma análise:
    Dilma destruiu a economia (o que Lula já tinha iniciado),se Marina ganhar a eleição ela destrói o agro negocio e aí o Brasil acaba de vez.
    Se Dilma ganhar a eleição o Brasil vira Venezuela,Cuba,Argentina etc e aí o Brasil acaba de vez. Portanto estamos com duas possibilidades reais de acabar com o país.

    O que vc acha?

    Curtir

  4. para quem insiste que as urnas são fraudadas, segue comentário abaixo de um amigo no FB que, por sinal, também é anti PT:

    Eu fico pasmo como o Danilo Gentile decaiu chamando merdas falando mais merdas sobre as Eleições 2014… Agora me vem um merda falando das urnas eletrônicas.

    Como funcionário do TRE eu falo e posso provar que as urnas são totalmente confiáveis. Agora o mais revoltante é os babacas falarem que é tudo fraudado, e que não tem nenhum tipo de prova física… Uma coisa que TODOS podem fazer é o seguinte.

    Vá depois das eleições nas suas seções de votações, e olhem os votos que são IMPRESSOS, em 5 (CINCOOOOO) vias e anexado uma na seção, uma para o município, uma para o estado, uma para união e outra para registro. Aleeeeeeem dos votos que são realmente somados virtualmente e repassados como resultado dos eleitos.

    Se você brasileiro tem dúvida se sua seção foi ‘fraldada’, você tem todo direito de pedir uma recontagen de votos e verificar em todos os impressos… Até porque os impressos saem no final da eleição e as mídias são repassadas para contagem depois.

    Então brasileiros, vão se informar mais e parem de ser PREGUIÇOSOS E RECLAMOES.

    Quem decide não é quem frauda e sim VOCÊ!!!

    Curtir

    • Luciano, esta é uma mensagem dos MAVs que está circulando na internet para tentar defender as urnas. Os votos não podem ser recontados com as urnas eletrônicas e mesmo que pudessem, a fraude é realizada no momento da computação dos votos e não na apuração (essas listas impressas a que ele se refere só endossam a fraude). E tem mais: é possível criar programas que se deletam após o fim da eleição, não deixando rastros da fraude. A única saída para isso seria a associação ao voto impresso para recontagem.

      Curtir

    • Recomendo este vídeo.

      Você como funcionário do TRE tem acesso ao código fonte do software das urnas, LINHA POR LINHA?
      Se não tem, quem não tem como provar que NÃO é fraudado é você…
      Mas se tiver, e puder provar que o sistema é seguro – ou conhecer quem possa prová-lo-, por favor, o faça pelo bem do conhecimento geral.

      Temos uma pessoa real, profissional de ciência da computação que tem muito a perder caso esteja cometendo injúria, uma pessoa real que alegadamente teve acesso ao software das urnas eletrônicas e nos está dizendo que o software tem vulnerabilidades toscas.

      Curtir

      • Ei, ei, ei, acalme-se: não sou funcionário do TRE, não sou MAV, não sou petista. Frequento aqui há tempos e sou ferrenho apoiador da divulgação desse site e de notícias que destruam o PT e jogar os pedaços que restarem na lama.
        Quem disse a mensagem que colei aqui foi um amigo, que não tenho contato há tempos mas tenho adicionado do fb, que trabalha no TRE.
        Minha intenção não é provar nada, mas sim, acabar com o direitismo depressivo que eu vejo por todo lugar que eu vou, cuja sentença final sempre é “mas as urnas são fraudadas, não adianta nada”.

        Curtir

      • E, por sinal, uma atualização à mensagem:

        “Apenas atualizando… As urnas são lacradas por um juiz do poder judiciário no dia das eleições… E caso queiram, após as eleições em todas as zonas eleitorais acontecem a auditoria de urnas e de votos… Podem ir lá e não reclamem!!”

        Curtir

    • tem muito cara de MAV isso. Se o código do software das urnas fosse open-source, e baixado diretamente de um servidor público, o hardware fosse aberto e os votos fossem impressos (no momento da votação) já seria um grande avanço… talves a máxima confiabilidade possível desse tipo de sistema.
      Se o software fosse feito em cima de linux, e enviasse os dados criptografados diretamente para um servidor depois das 18hs, sem a necessidade de intervenção humana seria uma boa também.

      É claro, 90% da população não entende nada de computação, e por isso iria achar que se qualquer um pudesse ir ver o código que computa os votos, iriam achar que seria mais fácil fraudar.. quando justamente é o contrário

      Curtir

  5. “Recomendo aos leitores deste blog o esforço de superar as divergências com o PT no momento de assistir o programa, e tentar acompanhá-lo como um crítico de cinema acompanha um filme, observando méritos e deméritos em relação aos objetivos políticos da propaganda, não em relação à sua preferência.”

    É meio aterrador constatar que qualquer elogio ao PT, por mais técnico que seja, pode ser levado como apoio incondicional ao partido.

    Eu ainda não vi a propaganda eleitoral, mas só de ver as sabatinas dos candidatos, dá pra perceber que o PT está léguas à frente dos adversários. LÉGUAS. O PT vai levar essa eleição e não é porque o eleitor é burro, mas porque eles são bons de política.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: