Atentado terrorista nos EUA coloca em xeque política de Hillary e Obama

Como sempre acontece com a maior parte dos atentados terroristas na América do Norte e na Europa – e como expliquei detalhadamente em meu livro “Liberdade ou Morte” – podemos rastrear as responsabilidades para as demandas multiculturalistas da esquerda. Eles dependem da criação de mais pessoas dependendo de assistencialismo estatal, e de mais chances de implementar seu perverso fascismo cultural – também conhecido como politicamente correto – e estimular falsos conflitos de classes. Leia mais sobre o terrível atentado, via UOL:

A polícia disse, durante entrevista coletiva, que pelo menos 50 pessoas foram mortas durante um tiroteio em uma boate gay em Orlando, nos Estados Unidos. Foi declarado estado de emergência em Orlando.

A polícia identificou o suspeito como Omar Saddiqui Mateen, 27, nascido em Port St Lucie, na Flórida, embora o FBI (agência de inteligência americana), que comanda as investigações, não tenha confirmado o nome durante a segunda entrevista coletiva do caso. “Não queremos prejudicar as apurações”, disse o encarregado do FBI.

Segundo a rede CNN, a família do atirador seria do Afeganistão e ele tinha treinamento sobre armas. O presidente dos EUA, Barack Obama, determinou neste domingo que o governo federal forneça toda a assistência necessária a autoridades locais de Orlando.

O atirador foi morto pelos agentes policiais que invadiram a casa noturna Pulse, em Orlando, no centro da Flórida. Outros 53 feridos foram encaminhados a hospitais da região. Um policial foi ferido na cabeça pelo atirador, mas, segundo o chefe de polícia, foi salvo pelo capacete que usava. Com a invasão, o chefe de polícia John Mina diz ter resgatado 30 pessoas.

O ataque foi classificado como “incidente terrorista”, embora as investigações ainda precisem determinar se foi doméstico ou se teve envolvimento internacional. O número de mortos faz do ataque o mais fatal decorrente de tiroteio em massa na história dos Estados Unidos.Além de um revólver e um rifle, o suspeito portava um “aparelho suspeito”, que teve uma explosão controlada, que não foi mais detalhada durante a entrevista da polícia. A polícia disse que ele fez reféns durante o ataque.

Em sua conta no Facebook, a Pulse postou às 3h (horário de Brasília): “Saiam da Pulse e corram”.O incidente começou por volta das 2h locais. Segundo testemunhas, um homem abriu fogo com uma arma automática.

“Por volta das 2h, alguém começou a atirar. As pessoas se jogaram no chão”, contou um dos clientes, Ricardo Negron, à Sky News. A testemunha disse ter ouvido disparos contínuos por quase um minuto.

Uma testemunha citada pela televisão local WESH afirmou ter ouvido cerca de 40 disparos e outra testemunha disse que um amigo foi ferido e se escondeu da boate.A testemunha Rosie Feba, que conseguiu escapar do local junto com sua namorada, indicou que o tiroteio começou perto da hora do fechamento.

“Ela me disse que alguém estava disparando. Todo o mundo se atirou no chão”, relatou Feba, que a princípio pensou que “não era real”, mas “era parte da música, até que vi o fogo de sua pistola”.O prefeito da cidade, Buddy Dyer, expressou seu pesar pelo “horroroso crime” e pediu que a população “seja forte”.

“Somos uma comunidade forte”, afirmou o prefeito na entrevista coletiva.O incidente acontece dois dias após a cantora e ex-participante do programa “The Voice” Christina Grimmie ter sido morta após se apresentar em Orlando por um homem de 27 anos, que se matou em seguida. Mas os ataques não estão relacionados, segundo informou a polícia.

O leitor Observador apontou mais detalhes:

Imagem do atirador Omar Mateen no MySpace
https://myspace.com/300876077/photos

Mateen é originário de Port St. Lucie/Florida e é filho de pais afegãos
http://www.cbsnews.com/news/pulse-nightclub-shooting-orlando/?ftag=CNM-00-10aab6a&linkId=25462203

Mateen é filiado ao partido Democrata
http://flvoters.com/by_number/1144/84524_omar_mir_seddique_mateen.html

A cidade de Port St Lucie já havia tido problemas com suicidas em 2014
http://www.miamiherald.com/news/nation-world/article1965227.html

Mateen usava um cinto com artefatos amarrados, o esquedrão anti-bomba teve que ser chamado.

?ref_src=twsrc%5Etfw

O capacete protegeu o Polical da SWAT da morte, pois o terrorista abriu fogo
https://twitter.com/DeForestNews6/status/742015034453331972

Após o incidente na boate gay, contas no Twitter associadas ao Estado Islâmico estão twittando a hastag “#OrlandoIsBurning” e reclamando a autoria dos ataques. A hashtag está sendo monitorada e sendo oficialmente censurada pelo Twitter
http://heavy.com/news/2016/06/omar-mateen-pulse-orlando-florida-shooting-gunman-attack-isis-islamic-state-pulse-tweets-twitter-claims-screenshots/5/

Neste momento o Facebook está censurando a Hashtag “Omar Mateen”.
https://www.facebook.com/search/str/Omar%2BMateen/keywords_top

Em entrevista, FBi afirma que se tratava de um radical islâmico (entrevista feita às 07:00 da manhã)
https://www.youtube.com/watch?v=T93ebEOtc8I

Agora são 12:30 de domingo no Brasil.
Vejamos que tipo de narrativa a mídia brasileira vai fazer sobre o assunto.

Obviamente, a mídia suja vai escolher a narrativa que isente a esquerda de responsabilidade neste caso. Sempre devemos lembrar que o problema nos Estados Unidos é com a esquerda genérica, enquanto que aqui no Brasil a luta é contra a extrema-esquerda. O que importa é desmascarar todas as mentiras esquerdistas nesse caso.

E a narrativa de Hillary Clinton e Barack Obama muito provavelmente vai para o vinagre com esse atentado, uma vez que o único que pode dizer “eu avisei, eu avisei” é Donald Trump. Pode não ser o meu candidato ideal – eu preferia muito mais Ted Cruz como candidato -, mas na luta contra a perversidade psicopática de Hillary, obviamente Trump se torna uma opção.

As mãos da esquerda norte-americana estão sujas com o sangue das mais de cinquenta vítimas deste terrível atentado.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!



Categorias:Uncategorized

9 respostas

  1. Onde eu compro seu livro? Tem uns inocentes que quero presentear.

    Curtir

  2. O meu candidato é Trump. Pode parecer radicalismo, mas se o mundo vier a acabar em fogo, quem vai riscar o primeiro fósforo será um muçulmano.

    Curtir

    • Torquemada Gino, deixa de ser tonto/a depois de Bolsobárbaro , Temer e Trump não sobrará mais alma viva no mundo!!! Esses acabarão, para sua felicidade, antes que qualquer muçulmano, comunista ou mesmo fascista atirem uma “bolinha de papel”! Aliás, você , também, mesmo defendendo a turma, se for latino, desse continente desrespeitado, não se preocupe, não passará! Hoje, dia 12 de junho de 2016,não é dia dos enamorados!!! É, sim, um
      dia de Réquiem para a humanidade!

      Curtir

  3. O dono do canal CasandooVerbo disse que se Trump for eleito, vai ser assassinado como Kennedy. Que medo.

    Curtir

  4. A partir das informações que estão vindo a tona, é mesmo provável que a candidatura Trump acabe se fortalecendo depois disso. Principalmente se for comprovado que houve participação de grupos terroristas internacionais.

    Curtir

  5. SE OMAR METEEN for mesmo membro ativo, junto com seu pai, do partido DEMOCRATA, Obama e Hillary vão ter muito o que explicar

    Curtir

  6. Por falar no livro, Luciano, participei do crowding funding dele e não tive mais notícias. Em que pé está? Já foi editado?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: