Filme sobre Jean Wyllys é alvo de inquerito do MPF por suspeita de tráfico de influência

5
4

__________11033503-jean-wyllys

A Lei Rouanet anda vai dar o que falar em novas investigações. Com lemos no Estadão, o MPF instaurou um inquérito para investigar um possível tráfico de influência na liberação de verbas para um filme sobre o deputado de extrema-esquerda JeanWyllys:

Foco da Lava Jato e de uma CPI na Câmara, a aplicação da Lei Rouanet também será investigada pelo Ministério Público Federal do DF. A procuradora Ana Carolina Diniz instaurou inquérito civil público para apurar supostas irregularidades. No despacho, do dia 6 de junho, ela determina que o Ministério da Cultura se manifeste sobre denúncia que aponta “fortes indícios” de crime de favorecimento, repasses “bizarros” a artistas renomados, precária prestação de contas, possibilidade de repasse a políticos e outros dez fatos.

Entre os pontos que o Ministério da Cultura terá de esclarecer, a pedido do MPF, está suposto tráfico de influência em projeto que conta a história do deputado Jean Wyllys.

As denúncias que motivaram abertura de inquérito partiram do Movimento da União de Defesa da Cidadania e Combate à Corrupção.

É de se perguntar ao cidadão pagador de impostos se ele está satisfeito com o benefício da Lei Rouanet para financiar um filme sobre um deputado que se tornou conhecido por cuspir em plenário. É evidente que a Lei Rouanet se tornou uma aberração.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Anúncios

5 COMMENTS

  1. É isso que tem de ser feito uma investigações no uso da famigerada Lei Rouanet, que o seu objetivo foi totalmente desviado durante este treze anos de desgoverno do PT com os recursos públicos e os que foram desviados indevidamente, sejam devolvidos com juros e correção monetária.

  2. Primeira coisa: que história esse cara tem pra contar em filme…? E depois, tem que investigar mesmo, com certeza deve ter falcatrua nisso ai.

  3. O que essa figura patética fez para merecer um filme sobre sua vida? Essa zona tem que acabar. Ora é “peça teatral” em que um enfia o dedo no … do outro e agora me vem mais essa? Fora os protestos típicos da esquerda como defecar sobre foto de quem é uma ameaça e realizar depilação numa mulher nua em local público e em frente a crianças. Fazer esse filme é jogar dinheiro público na latrina, tem tudo para ser um fracasso de bilheteria assim como foi o do Luladrão.

Deixe uma resposta