Romário quer fazer jogo do suspense de “indecisão” em pré-candidatura à prefeitura do Rio?

Como se lê no blog Coluna Esplanada, o baixinho parece disposto a jogar o mesmo jogo arriscado de Tia Eron quando esta se declarou “indecisa” em relação a cassação de Cunha. O jogo é simples: durante uma questão polêmica e de alta comoção nacional sair declarando “indecisão” quanto ao lado ao qual aderir. É quase como se dizer “indeciso” entre apoiar o nazismo ou não. Evidentemente, o “indeciso” precisa ter sua reputação destruída ao longo de todo o período de “indecisão”, pois a própria falta de posição é uma ofensa aos cidadãos decentes. É esse jogo que Romário decidiu jogar em relação ao impeachment de Dilma. Leia mais:

O senador Romário (PSB-RJ) causa suspense em Brasília e mexe com todo o Governo de Michel Temer. A favor do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, o Baixinho espalhou que na segunda-feira (20) lança sua pré-candidatura à Prefeitura do Rio de Janeiro.Como senador, Romário não precisa se afastar do cargo, mas caso isso ocorrer, o cenário pode mudar para Dilma e o PT na Casa Alta, porque o primeiro suplente é João Batista Lemos, filiado ao PCdoB, partido aliado de primeira hora da presidente.

O principal adversário de Romário no Rio é o senador Marcelo Crivella (PRB), que lidera as pesquisas e pediu licença do cargo para disputar a prefeitura.Michel Temer está no cargo hoje por um voto de vantagem no plenário, de acordo com cenário desenhado na votação da admissibilidade do processo. Para voltar ao cargo, Dilma precisa reverter dois.

Os ministros palacianos de Temer se dizem tranquilos e têm certeza de que o presidente fica no cargo até 2018. Há notícias, não confirmadas, de que Romário negociou poderosos cargos no setor elétrico e em estatais no Rio, junto a Eliseu Padilha, da Casa Civil.

A coisa é simples: se ele sair e dar vaga a um bolivariano, é culpado por ter tomado essa decisão. Aí ele cai no mesmo jogo jogado por Clarissa Garotinho, que arrumou uma licença maternidade para não votar no impeachment de Dilma. Uma situação vergonhosa e imperdoável. Mas mesmo que Romário decida ficar para votar no impeachment, esse período de “indecisão” deve custar a ele um baita desgaste político, talvez a ponto de inviabilizar sua candidatura. Que ele se “decida” logo.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.



Categorias:Uncategorized

2 respostas

  1. Além de ser um “banheirista” como jogador de futebol, como meu pai dizia, apenas mais um idiota que ganhou fama graças à favorecimentos, este canalha demonstrou o BANDIDO que é, comunista safado.

    Curtir

    • Concordo plenamente, este palhaço esta vivendo noite de Cinderela esta se achando, um analfabeto, imbecil, idiota que esta como senador única e exclusivamente por causa desta Lei Eleitoral de merda, que permite absurdos como este imbecil a se candidatar e pior, se eleger. Mais os verdadeiros culpados por estes pilantras estarem onde estão são os mais idiotas e imbecis que votaram nesse bosta. Como dizia o Barão de Itararé, ” Se tem um idiota no poder é porque os que o elegeram estão bem representados.”

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: