Polícia usa balas de borracha contra cidadãos famintos na Venezuela

Venezuelan citizens buy goods at the local supermarket to take advantage of the temporary border opening in Cucuta, Colombia

Na terra onde o horror não tem fim (Venezuela), os alimentos da nação agora são transportados com escola armada, dado que os caminhões vivem sob ameaça de ataque constante. Padarias são vigiadas por soldados, enquanto a polícia atira com balas de borracha contra multidões desesperadas por comida e medicamentos, tentando invadir supermercados, farmácias e açougues. Recentemente, uma menina de quatro anos de idade foi morta a tiros durante uma briga de gangues por comida. Enfim, a Venezuela hoje entrou em convulsão da fome, como mostra matéria do Opinião e Notícia:

Venezuela está convulsionando de fome. Caminhões que transportam alimentos para abastecer estabelecimentos andam sob a escolta de guardas armados, resultado dos constantes ataques aos veículos.

Soldados vigiam padarias e a polícia atira balas de borracha contra multidões que tentam invadir mercados, farmácias e açougues. Uma briga na rua por comida acabou matando a tiros uma menina de quatro anos.

Recentemente, um supermercado da cidade de Cumaná foi invadido por centenas de pessoas que levaram embora tudo que podiam carregar, deixando para trás apenas prateleiras e geladeiras vazias.

O cenário prova que até mesmo a nação mais rica em petróleo pode sofrer com a fome. Também prova o colapso do chavismo, já que o combate à fome é a maior bandeira do regime. Atualmente, 87% dos venezuelanos não têm dinheiro para comprar comida, segundo um levantamento feito pela Universidade Simón Bolívar.

Outra análise, feita pelo Centro de Documentação e Análise Social, grupo associado à Federação Venezuelana de Professores, mostra que as pessoas estão gastando 72% do salário para comprar comida. De acordo com o órgão, uma família precisaria de 16 salários mínimos para conseguir se alimentar adequadamente.

Anos de má gestão somados à queda livre no preço do petróleo levaram o setor alimentar à exaustão. Campos de cultivo de cana-de-açúcar estão sem produzir por falta de fertilizantes. Fábricas estatais, abaladas pela crise no governo, estão com as máquinas paradas. Alimentos básicos como milho e arroz, antes exportados, agora são importados em quantidades que nunca suprem a demanda.

Enquanto isso, o presidente Nicolás Maduro, que luta contra um referendo sobre seu impeachment, diz que a oposição está por trás dos saques aos supermercados. Ele também diz que há uma guerra econômica em curso e acusa os proprietários de estabelecimentos de estocar alimentos e cobrar um preço exorbitante pelo que é vendido, criando uma escassez artificial para lucrar com a miséria do país.

Como se nota, Maduro continua emitindo narrativas mentirosas para continuar podendo fazer o povo sofrer. Ao transferir as culpas da crise que ele criou intencionalmente para uma “guerra econômica” existente apenas em sua imaginação, Maduro demonstra que todo o horror venezuelano faz parte de um projeto sádico.

A cada vez que os bolivarianos explicam as “razões para a fome” na Venezuela, só vemos desculpas esfarrapadas e sórdidas. Maduro precisa pagar por sua crueldade. E a reputação daqueles que o apoiam deve ir junto para a lata do lixo.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.



Categorias:Uncategorized

3 respostas

  1. Dilma e Lula (e todo o pt) sao psicopatas perigosos.. Mas esse Maduro (podre) consegue ser ainda MAIS! Inacreditavel!

    Curtido por 1 pessoa

Trackbacks

  1. Polícia usa balas de borracha contra cidadãos famintos na Venezuela | luca1105
  2. Polícia usa balas de borracha contra cidadãos famintos na Venezuela – martagoulart

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: