Marcelo Castro quer ser Waldir Maranhão – Parte 2

Era só o que faltava. Bem, agora não falta mais nada. O PT sempre infiltrou seus aliados totalitários em partidos que costumamos visualizar como civilizados e que não saem mordendo os outros por aí, como PMDB e PP. Foi assim com o presidente interino da Câmara Waldir Maranhão, que só servia à agenda do PT. Agora a bola da vez é o sicário de Dilma, Marcelo Castro, que ocupou o ministério da Saúde da presidente bolivariana e chegou a votar pela manutenção do mandato da presidente afastada. Leia mais, conforme o G1:

Em uma votação interna, a bancada do PMDB na Câmara escolheu nesta terça-feira (12) o deputado federal Marcelo Castro (PMDB-PI) como seu candidato oficial na disputa pela presidência da Casa.Por 28 votos a 18, Castro derrotou no segundo turno do pleito interno o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), que é presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

“Se for eleito, farei uma administração com transparência, respeito à democracia, com a participação de todos, sem discriminar e sem excluir ninguém”, disse Castro, logo após a divulgação do resultado.

O deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), também do partido, já havia se lançado também como candidato avulso. Apesar de também ser do PMDB, ele não é o candidato oficial da bancada.

Ex-ministro da Saúde no governo Dilma Rousseff, Castro já havia registrado oficialmente a sua candidatura avulsa e agora contará com o apoio formal da bancada peemedebista.

Diante da proliferação de candidaturas e para tentar chegar a um nome de consenso, a bancada decidiu buscar um acordo para evitar um racha no partido do presidente em exercício Michel Temer.

“O PMDB está unido para trabalhar, para conseguir o melhor para o nosso povo, para o nosso Brasil”, ressaltou Castro.No primeiro turno da eleição interna, Castro obteve 17 votos, contra 11 obtidos por Serraglio e 11 recebidos por Carlos Marun (PMDB-MS). Fábio Ramalho tinha ficado com 7 votos. Para definir quem iria disputar o segundo turno com Castro, foi usado o critério de idade: Serraglio, por ser mais velho que Marun, acabou alçado do segundo turno.

Quem está por trás dessa candidatura que serve para atender o PT? Obviamente, figuras como Roberto Requião e Leonardo Picciani, conforme dizem algumas fontes. Gente assim não tem outra ideia na cabeça senão tentar nos transformar em uma ditadura. Servem ao PT como se fossem cães de estimação.

Se um sujeitinho como Marcelo Castro assumir a presidência da Câmara, esqueçam CPI da UNE. Esqueçam qualquer medida que prejudique o aparelhamento feito pelo PT. Com isso, a eleição desta quarta-feira se torna decisiva. A pressão deve ser lançada sobre aqueles metidos a espertões que decidirem votar pelo PT, ou seja, por Marcelo Castro.

Marcelo Castro e Waldir Maranhão dão exatamente no mesmo. No fundo, Castro é um Waldir Maranhão – Parte 2.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.



Categorias:Uncategorized

4 respostas

  1. Pra isso quiseram a cabeça do Cunha ??? A petralhada está a morrer de rir…Neste País só existe uma solução…Intervenção Já !

    Curtir

  2. É um sabotador em potencial, tiro no pé do próprio pmdb.

    Curtir

  3. Ana Amélia ,como sempre, tem razão e sabe como ninguém como isto funciona,pois além de Senadora atuante é jornalista. Vamos pedir ao Presidente Temer que a ouça e inicie o contra ataque!!!

    Curtir

Trackbacks

  1. Marcelo Castro quer ser Waldir Maranhão – Parte 2 | luca1105

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: