Os intervencionistas estavam a serviço de Erdogan? Sim, mas eles nem suspeitavam disso.

turquiagolpe04_afp_1280x720

Achei excelente o texto A tentativa frustrada de golpe na Turquia é, na verdade, um autogolpe de Erdogan, de Reinaldo Azevedo, de como que reproduzo-o abaixo, para depois comentá-lo:

Digamos que o diabo tivesse acordado de mau humor e resolvesse fazer uma das suas: “Deixe-me ver onde é que vou criar uma confusão para que as coisas fiquem muito complicadas; para que a Europa se sinta ainda mais insegura; para açular as ações terroristas do Estado Islâmico; para levar tensão à Otan; para deixar Obama, uma vez mais, com queixo de estátua e nada a dizer…” E o diabo não poderia ter sido mais certeiro: escolheu a Turquia.

Foi o que se viu com a tentativa desastrada e desastrosa de golpe de estado empreendida por uma parte do Exército na noite desta sexta. Ainda não está claro quais facções exatamente se mobilizaram, mas é possível que, na sua maioria, sejam lideranças laicas das Forças Armadas, que estão sendo progressivamente substituídas, diga-se, por elementos ligados ao  Partido da Justiça e Desenvolvimento, do quase ditador Recep Erdogan, primeiro-ministro entre 2003 e 2014 e, a partir de então, presidente da República. Sim, há uma progressiva islamização das Forças Armadas turcas, e essa é um das raízes, apenas uma, da crise. Enquanto escrevo, fala-se em pelo menos 90 mortos e mais de mil militares presos.

Foi uma tentativa de golpe nos moldes clássicos, com tanques da rua, ocupação de emissoras de TV e ataque às forças leais ao governo. Mas falhou. Erdogan, que estava fora do país, por meio de seus porta-vozes, convocou a população a ir às ruas em defesa da legalidade. Os golpistas chegaram a anunciar o controle do país, apressando-se em dizer que agiam para preservar “a ordem constitucional, a democracia, os direitos humanos e as liberdades”.

Acrescentaram que a Turquia manteria todos os seus acordos internacionais. Durou pouco. O mundo repudiou a quartelada, Erdogan venceu a parada e, podem apostar, virá um expurgo em massa de militares, e a perseguição certamente se estenderá a lideranças civis.
É evidente que uma ação dessa natureza não se planeja — E MAL, COMO SE VIU — só nos quartéis. É claro que lideranças da sociedade civil também estavam envolvidas na conspirata. E não duvidem: Erdogan vai esmagá-las. E o que sempre fez com os que se opõem a ele, mesmo sem motivos. Imaginem com uma patuscada sangrenta como essa.

Enquanto isso, muitos intervencionistas, no Brasil, surgiram com a seguinte argumentação: “o golpe na verdade foi organizado por Erdogan”. Com isso, lutavam contra os fatos para manter em suas mentes a ilusão de que o intervencionismo “ainda é uma opção”. Com o lançamento da responsabilidade sobre Erdogan, eles poderiam continuar dizendo: “intervenção militar funciona sim, viu, e quando não dá certo, é porque o deposto é que armou o golpe, como encenação, apenas para se promover”.

Mas novamente a análise de Azevedo exibe algo bastante claro:

A literatura política conhece a expressão “autogolpe”, que designa a prática de governantes autoritários que rompem mesmo a legalidade precária que os sustenta para conquistar ainda mais poder e se impor de forma mais discricionária. Não duvidem! A raposa Erdogan está dando um autogolpe. E explico o que quero dizer.

Não! Os que desfecharam a quartelada não são seus paus-mandados — ainda que não se deva descartar que agentes infiltrados tenham ajudado a elevar a pressão dos quartéis —, mas é evidente que a Turquia não é uma república bananeira, em que meia dúzia de fardados tramam um golpe, sem que os serviços de inteligência detectem a movimentação. Acreditar que Erdogan não sabia da fermentação golpista corresponde a assinar um atestado de estupidez. Diria até que ele tanto sabia que, prudentemente, estava fora do país.

É nesse sentido que a quartelada foi um “autogolpe”. Erdogan pode até ter corrido algum risco, mas o fato é que pagou para ver, na certeza de que as forças que lhe são fiéis aguentariam, como aguentaram, o embate. Não é por acaso que, no seu retorno, depois de retomado o poder, ele tenha agradecido aos céus o ocorrido. Agora, sim, ele poderá passar o rodo nas Forças Armadas como nunca antes na história da Turquia. E a Europa e os Estados Unidos vão ficar de bico calado.

Bingo!

O que Erdogan fez com os intervencionistas na Turquia foi algo similar ao que o PT fez com os intervencionistas no Brasil, com a diferença de que por aqui eles jamais sequer tiveram a chance de conseguir colocar os tanques na rua. Mas os intervencionistas, tanto lá como cá, são incentivados a irem adiante em suas ilusões para que, assim, ajudem aos que pensam na política de forma mais realista.

Erdogan é um tirano sutil. Ele vai oprimir seu povo ainda mais, mas jamais cairá na armadilha de adotar os métodos da tirania tradicional que, como abordei detalhamente no texto “Se der a lógica o golpe militar turco cai. E que venha a lição a ser aprendida”, não servem mais para uma época tão interconectada, onde os fluxos de comunicação são praticamente incontroláveis, cenário muito diferente do que acontecia há quatro ou cinco décadas.

A mente intervencionista se recusa a querer jogar pelas regras do jogo político. Ciente dessa contingência, pessoas como os petistas e a tropa de Erdogan usam os intervencionistas para seus fins. Para Erdogan, os intervencionistas serviram para lhe dar poder de implementar uma ditadura ainda mais solidificada e dissimulada. Para os petistas, os gatos pingados que iam no meio das manifestações democráticas pedir intervenção militar desde 2014 serviram apenas para dar coerência ao frame “golpe”. A sorte nossa é que os manifestantes democráticos superaram em muitas vezes o número de intervencionistas, abafando o movimento militarista. Caso contrário, o PT teria se dado bem.

Por se recusarem a aceitar os princípios da guerra política, os intervencionistas sempre serão utilizados por pessoas que abraçam a política como um jogo de xadrez. Neste mundo, alguém pode até ignorar a realidade, mas jamais ignorar as ignorar as consequências de ignorar a realidade. Ou, como Alvin Toffler disse, “se você não tem uma estratégia, você é parte da estratégia de alguém”.

Claro que os intervencionistas turcos serviram a Erdogan. Assim como os intervencionistas brasileiros sempre serviram ao PT. E ambos os grupos intervencionistas, em sua maior parte, jamais estavam cientes de sua serventia.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.



Categorias:Uncategorized

43 respostas

  1. Seriam os intervencionistas petistas disfarçados?

    Curtir

  2. Mas uma vez esse texto está totalmente fora da realidade, o papel aceita qualquer coisa, principalmente a blasfêmia em querer comparar os militares da Turquia com os militares brasileiros, além do mais a situação da Turquia mais se assemelha com a da Venezuela do que com o Brasil!

    Primeiro, o PT e as forças da esquerda brasileiras são inoperantes, incompetentes e embusteiras. O MST, CUT e partidários do PT são apenas MULAMBOS!

    Se fossem como as da Turquia ou Venezuela, Dilma não sairia sem que ocorresse ao menos alguma escaramuça nas ruas de seus partidários, sem sangue e tiros demonstra que essa esquerda é totalmente DESACREDITADA pelo povo. Foi assim em 64 e continua sendo!

    Outro aspecto, os Militares brasileiros cerca de 95% possuem uma mesma visão e são de direita e com grande maioria apoiadores dos EUA e outras nações partidárias do mesmo segmento, verificamos isso na guerra das Malvinas, onde o Brasil pouco ou nada fez pela Argentina.

    Posso concorda com o texto, quando se diz que o presidente da Turquia sabia do golpe e usou muito bem a informação, mas querer comparar com o segmento Pró-Intervencionista dos militares no Brasil é achar que todo mundo é burro!

    Primeiro, atualmente as Forças Armadas são as instituições brasileiras com maior credibilidade do povo brasileiro, ganhando até da igreja. A sorte da esquerda não ser dizimada de vez e não ocorrer alguma intervenção militar no brasil é a falta de um General com Culhão para fazer isso!

    Pois, se isso ocorrer quem irá impedir? Vídeos na Youtube, MST, CUT, kkkkkkkkk
    Outra situação e isso já foi exposto pela própria esquerda de merda no Brasil, as Academias Militares possuem uma doutrina de Extrema Direita, e todos Oficiais e Sargentos que saem dessas escolas são doutrinados para isso.

    Me desculpe Reinaldo Azevedo, mas você não sabe o que ocorre dentro destas escolas, vc não sabe o que ocorre dentro dos quarteis. São forças que são constituídas por homens íntegros que fazem parte do povo e que pela disciplina ainda não demostraram o que realmente pensam sobre todo ESSE TSUNAMI DE CORRUPÇÃO E FALTA DE VERGONHA NA CARA DE NOSSAS AUTORIDADES!

    Mas se isso acontecer, tenho pena de quem é APÁTRIDA, não vai ser como em 64 VAI SER PIOR NÃO VAI TER EXÍLIO! E NINGUÉM PRA VOLTAR DEPOIS!

    Curtir

    • Yury,

      Vamos aos fatos.

      1 – os intervencionistas apareceram em 2014 como um movimento (com a marcha pela família)
      2 – os petistas deram corda
      3 – os intervencionistas pediram o que não iria acontecer (e não aconteceu)
      4 – mas os petistas usaram as fotos de gente com cartazes pedindo intervenção para GERAR CAPITAL POLÍTICO

      São os fatos.

      Os intervencionistas foram USADOS pelos petistas.

      Abs,

      LH

      Curtir

  3. De qualquer forma esse Blog é excelente e apresenta textos inteligentes e muito bem escritos, mas não sou obrigado a concordar com tudo. Parabenizo a autora do texto e de suas convicções, que continue o excelente trabalho!

    Curtir

  4. Foi uma tentativa desesperada, com pouca probabilidade de êxito mas corajosa. Erdogan, tinha mais aliados no exército e no meio civil, já no Egito deu certo mesmo com pouco apoio no meio civil e internacional incluindo as críticas do Bobobama, ou o Egito estaria em melhor situação com os radicais islâmicos?
    Resumindo cada caso é um caso, na Turquia houve muita coragem mas pouco análise.

    Curtir

  5. TURQUIA AMEAÇA GUERRA CONTRA OS EUA

    O Primeiro-Ministro turco Binali Yildirim, disse que o país se considera em guerra com qualquer nação que se defenda o clérigo Fethullah Gulen. Ele disse: “Qualquer país que protege Fethullah Gulen será inimigo da Turquia.”

    O moderado clérigo Gulen, que vive na Pensilvânia, tem sido um bode expiatório constante para Erdogan, que o acusou de tentar estabelecer um “estado paralelo” para rivalizar com seu próprio feudo.

    http://www.foxnews.com/world/2016/07/17/erdogan-calls-on-us-to-extradite-pennsylvania-based-cleric-after-failed-turkey-coup.html

    Hoje as autoridades turcas fecharam o acesso a uma base aérea usada por jatos americanos que bombardeavam o Estado Islâmico (ISIS) na Síria, em uma escalada de tensões.

    A embaixada dos EUA divulgou um comunicado dizendo:
    “.. Esteja ciente de que as autoridades locais estão negando movimentos sobre e fora da base aérea de Incirlik. A energia elétrica foi cortada. Por favor, evite a base aérea até que as operações normais forem restauradas.”
    http://turkey.usembassy.gov/sm-071616.html

    Jornalista falando que a energia elétrica da base foi desligada

    No total, os bombardeiros americanos estão com 50 ogivas nucleares tipo B51 estão naquela base aérea
    http://www.dw.com/en/reports-us-nuclear-upgrades-in-europe/a-18731756

    Sobre as ogivas
    https://en.wikipedia.org/wiki/B61_nuclear_bomb

    Um alerta de mudança de DEFCON foi emitido.

    Momento em que o comandante da base aérea é preso

    “No domingo, autoridades turcas prenderam o comandante da base aérea Incirlik, o General Bekir Ercan Van, pôr em causa as operações contra o ISIS lideradas pelos EUA que são lançados a partir desta base da Turquia, bem como a relevância de armazenar armas nucleares americanas lá.”
    http://sputniknews.com/middleeast/20160718/1043177389/commander-incirlik-arrested.html

    Curtir

  6. Perdoe-me, mas as interpretações exaradas no texto do seu guru, Reinaldo Azevedo, assim como no seu, são simplesmente ridículas, de tão primárias. Mas o que mais causa espécie é o paralelismo mambembe que você tenta estabelecer entre o que está acontecendo na Turquia e a realidade brasileira. Reinaldo Azevedo, a “Marxilena Chauí dos Tucanos”, pelo menos teve o cuidado de deixar a coisa implícita, apenas, mas você mordeu a isca e, num verdadeiro salto triplo carpado de argumentação falaciosa, fez o servicinho sujo para ele.

    Meus pêsames, Luciano!

    Curtir

    • Marcio,

      A violência que Erdogan está praticando contra os insurgentes é uma evidência de que não foi tudo um “teatro de Erdogan”. Na verdade, nem seria preciso, pois os intervencionista são normalmente usados sem que saibam que estão sendo usados. Eu já avaliei aqui neste blog que o modelo de tomada de poder com tanques na rua é obsoleto. Logo, o fracasso do golpe militar na Turquia era absurdamente previsível. Tudo isto está em meu argumento, que acertou as previsões em cheio.

      Agora, que evidências há de que Erdogan “armou todo o golpe teatralmente”? Nada.

      Parece apenas uma forma de manter no coração a esperança de que “a intervenção militar é uma alternativa viável”. Não é mais, pelos motivos que já expliquei.

      Abs,

      LH

      Curtir

  7. Todos conhecem aquele ditado. ” Tem Mal que vem prá nosso Bem”. Considero o golpe na Turquia um Mal. Mas ! Como ele pode ser Bom para nós, Conservadores ou intervencionistas brasileiros. ? È simples ! O golpe na Turquia revelou o quando este tal de Erdogan é um sujeito perverso e sem misericórdia. Vejam essa noticia. http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2016/07/1792614-turquia-prende-militar-proximo-a-erdogan-presos-chegam-a-6000.shtml

    Hoje ! Vi pela manhã no “Bom Dia Brasil” da Globo. Uma multidão que apoia Erdogan gritando enfurecida pela volta da pena de morte na Turquia. O mesmo jornal diz que 1500 promotores e juízes foram presos.
    Não se expandem não haverá nenhum ‘grama’ de misericórdia de Erdogan e desta multidão de islamistas que o apoiam em relação aos fracassados golpistas. Muito pelo contrário, nós veremos em uma tremenda crueldade,vingança feroz,nenhum respeito e desprezo vil pelos fracassados golpistas.
    Lembrem-se Erdogan e seus simpatizantes são islamistas,portanto são discípulos do falso profeta Maòme.
    Que era simplesmente monstruoso com seus inimigos,críticos e opositores. Islâmicos não tem misericórdia por inimigos.
    Não é a toa que Erdogan tem mostrado uma face tão horrível após a tentativa de golpe e surpreendido e frustado, os seus simpatizantes e apoiadores no Ocidente. Dentre eles, os EUA ,acusado injustamente por Erdogan de apoiar o fracassado golpe. Aliás ! Erdogan acusa os EUA de abrigar ,traindo a Turquia um Xeique,que até foi amigo, no passado de Erdogan. Hoje ! È o principal opositor e desafeto dele.
    A Turquia está exigindo a extradição dele e claro se os EUA,o entregarem. Muito dificilmente este xeique escapa de uma forca. Aliás ! Se os islamistas conseguirem apoiar a pena de morte na Turquia (que foi abolida no passado) é muito pescoço de golpista que vai para forca.
    Pode-se criticar muito os militares de 64,mas sem dúvida nenhuma eles foram misericordiosos com os esquerdistas da época. Me lembro da anistia do presidente Figueredo. Sem misericórdia são os esquerdistas atuais,ávidos de desejos de vingança contra os militares , conservadores e outros.

    Curtir

  8. O que dizer da narrativa de Olavo de Carvalho sobre “remoção de toda a classe política pelo método ucraniano de revolução”? Daria para colocar no mesmo saco do intervencionismo, com o agravante de Olavo estar longe de ser um inocente útil, pois sabe exatamente onde suas idéias iriam parar.

    Nada espantoso, pois vale lembrar que Olavo ficou 10 anos escrevendo sozinho nos 5 maiores veículos de mídia impressa do país, todos eles sabidamente alinhados ao globalismo e bloqueados a todo o pensamento discordante (menos para Olavo, é claro). Ele mesmo admite que foi nessa época que construiu toda a sua audiência atual. Seria lícito pensar que essa abertura na mídia globalista para Olavo teve o objetivo de centralizar as ações opositoras para um golpe “ucraniano”, mesmo que (talvez) a sua revelia?

    Tal como na Turquia, o golpe Olavo/midiático seria facilmente esmagado pela própria mídia e establishment que o fomentou, resultando no encrudescimento do regime, objetivo primeiro da empreitada toda.

    Curtir

  9. Numa das versões que circulam por aí sobre o tal “golpe”, jovens de 18 a 21 anos, cumprindo o serviço militar obrigatório de 3 anos, saíram às ruas no que seria um exercício militar, quando foram atacados, linchados e decapitados,aos gritos de Allahu Akbar!, por islamistas enfurecidos, instigados por Erdogan,

    E aí? Essa versão lhe parece menos verossímil do que a do pretenso golpe, o mais estúpido da história da humanidade?

    Curtir

    • Marcio,

      Releia meu texto, onde eu digo que Erdogan vai usar mais REPRESSÃO E VIOLÊNCIA, sancionado pela tática de golpe militar aplicado contra ele. Já escrevi sobre o tema do desengajamento moral várias vezes neste blog. Isso não refuta o que eu escrevi, mas O ENDOSSA.

      Então se você disser “o Erdogan está o tocando o terror” não pense que isso me refuta. Isso é PREVISTO pelo meu argumento.

      Abs,

      LH

      Curtir

      • Você abusa da falácia do espantalho. A versão que submeti à sua apreciação descarta a possibilidade de “golpe militar aplicado contra ele”, o que, se confirmado, invalidaria as análises suas e da “Marxilena Chauí dos Tucanos”, Reinaldo Azevedo. Você tergiversou, como sempre..

        Curtir

      • A tua “versão” é uma narrativa, apenas, que foi criada por intervencionistas para manter esperanças de que “a intervenção funciona”. Mas é um ato de fé, não algo comprovado pelos fatos. E quando as pessoas começarem a ser fuziladas por Erdogan a narrativa ainda vai piorar.

        Não há evidências de que Erdogan “armou o golpe”.

        Se tiver, apresente.

        E não adianta apresentar “versão”, mas fatos.

        Curtir

  10. Como dizem : “uma foto vale mais do que mil palavras”. Vejam essa reportagem, a leiam,mas prestem muito mais atenção na FOTO contida nela. http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2016/07/1792516-golpe-vai-ajudar-erdogan-a-governar-com-mao-de-ferro.shtml

    Prestaram atenção na foto. Ela mostra os militares revoltosos acuados ao chão,tem até um homem com um ferro,para bater nos revoltosos. Abaixo da foto está escrita a inocente frase;”Militares envolvidos na tentativa de golpe são cercados pela população turca”. Mídia covarde ! Como ! Os militares estão cercados ! Estão cercados,humilhados,acuados,pisados,aterrorizados pela população turca.

    Este é um duro lembrete para os intervencionistas brasileiros,se vocês tentarem um golpe e fracassarem,não esperem nenhuma misericórdia por parte dos Filhos de Carl Marx. Este satanista.
    Sim ! Carl Marx não era um ateu mais sim um Satanista.
    http://www.midiasemmascara.org/arquivos/5324-era-marx-satanista.html
    Vejam o ótimo livro. “Era Carl Marx um satanista” http://apocalink.forumfree.it/?t=44824492

    Isto explica a tremenda crueldade e a total falta de misericórdia dos comunistas.
    Intervencionista devem ter em mente ,o modo desumano em que serem tratados,se o golpe fracassarem.
    Lembrem-se vocês não ESTÃO tentando um golpe contra os ‘evangélicos’, a turma do Malafaia e o Feliciano.

    Curtir

  11. A crueldade dos seguidores islamistas de Erdogan já pode ser vista. Vejam essa reportagem;http://br.sputniknews.com/mundo/20160718/5692282/opiniao-situacao-Turquia-nao-esta-clara.html

    Prestem atenção neste trecho. ” Segundo ela, “circulam fotografias de soldados com cabeças decepadas e informações de disparos contra civis”. Toda essa informação “se prolifera rapidamente pelas redes sociais”.
    Lembrem-se os islamistas da Turquia são seguidores do profeta Maomé e ele frequentemente mandava cortar as cabeças dos inimigos derrotados. Aliás ! O Estado Islâmico faz isto, corta a cabeça de seus inimigos. Até mostra isto em vídeos.
    Com certeza os soldados com as cabeças decepadas são os soldados revoltosos.
    Não se pode esconder a crueldade dos seguidores de Erdogan. Mas ! A Mídia esquerdistas fará tudo para esconder isto.

    Curtir

  12. Muitos me criticam. Dizendo :__ “Você ! Critica Erdogan ! Mas ! Ele foi eleito democraticamente pelo povo da Turquia. Você não GOSTA e não respeita a democracia ” A vontade do povo não significa nada para você ? “.
    Na verdade . Eu gosto e respeito a DEMOCRACIA. Eu só não sou um IDOLATRA da democracia. Idolatria nunca é bom em nenhum caso. Um exemplo . Não é porque elegeram um ‘filho’ de Satanás para governar um país. Que eu tenho que achar isto bonito,simpatizar e ser a favor. Muito pelo contrário. Se elegeram o tal ‘filho’ de Satanás, é porque a maioria do eleitorado,está com o ‘diabo’ no corpo.
    A este respeito . Ótima reportagem do Misses Brasil. http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2464

    Não devemos idolatrar a democracia. Pois um povo perverso sempre elegerá perversos governantes.

    Curtir

    • Ué, se um povo perverso elege um governo perverso, o que você sugere? Uma ditadura não eleita?

      Curtir

      • Não ! Eu não sugiro uma ditadura não eleita. Acontece que no mundo tem uns 180 países . È quase impossível que não aconteça, que pelo menos em alguns países. Uma maioria eleitoral eleja um mal governo. Você ! Mesmo Luciano Henrique disse que devemos ver o mundo como ele realmente é, e não o imaginário. E no mundo real, as pessoas votam errado,e uma maioria eleitoral elege péssimos governos. O que eu sugiro ? Eu não sugiro nada. È a natureza humana perversa. E como cristão só peça a Deus que nos ajude. E de fato, só Deus para resolver este problema. Pois com o tempo,aquele povo que vinha tendo governos perversos,finalmente chega a ter um governo digno. Orar e pedir a Deus é a melhor solução. È certo que os maus governantes, um dia passam. Graças a Deus. Mas ! Sempre haverá governantes perversos e injustos. LEMBREM_SE :; DITADURAS SÃO POR ESSÊNCIA SÃO GOVERNOS PERVERSOS. Por isto as ditaduras são odiadas,como as figuras dos ditadores.
        Uma característica que marca terrivelmente ,um governante ímpio é seu : autoritarismo,totalitarismo,despotismo. Uma característica do governante bom é sempre respeitar a vontade e liberdade dos outros. Ter arrependimento de ser autoritário e preferir a perder a sua liberdade,.a tomar á dos outros..

        Curtir

      • Nill, você escreve>: ” E no mundo real, as pessoas votam errado,e uma maioria eleitoral elege péssimos governos. O que eu sugiro ? Eu não sugiro nada”.

        Mas na política não existe o vazio. Se existe uma ausência de proposta para solucionar uma demanda, alguém irá preenchê-la com outra coisa.

        Curtir

      • Luciano, a ponderação do rapaz é, digo-o com certo pesar, conceitualmente válida. Provavelmente, entretanto, não é politicamente aceitável. Quer sinceridade? Mas sinceridade mesmo? A democracia republicana é um péssimo sistema de governo!! Cheio de falhas e buracos, extremamente vulnerável à ação de estratagemas de sedução psicológica por parte de políticos demagogos e por aí vai…( Isso faz com que tenhamos de exceder a quota de dimensão política que compõe nossa natureza. Para que essa coisa transcorra sem o perigo da ascensão de tiranias sob roupagens atualizadas, o nível de ação política exigida vai até o limite máximo da pressão. Esse é o paradoxo das sociedades modernas alicerçadas no paradigma democrático: quanto do frescor da liberdade individual ainda resta se o preço pago por ela é o da “eterna vigilância”? … Ela–a democracia– apenas é menos explicitamente perversa do que os outros modelos de governo. É um pouco “menos ruim”. Bem,como tu sabes, W. Churchil disse algo mais ou menos parecido…Eu mesmo luto diariamente para não ceder a uma tentadora mescla de niilismo, indiferentismo e cinismo político…Mas que dá vontade ir “plantar o meu jardim”, ah, isso dá…

        Curtir

      • Big Horse,

        A democracia pode ter seus defeitos. Mas é melhor que qualquer outro sistema.

        Eu não vejo essas características como um paradoxo, mas como uma consequência natural. Os riscos que você apontou são esperados.

        Você disse: “eu luto diariametne para não ceder a uma tentadora mescla de niilismo, indiferentismo e cinismo político”.

        Eu sugiro aumentar o grau de niilismo e cinismo político. E jogar o jogo.

        Abs,

        LH

        Curtir

  13. Cada caso é um caso específico. No Egito, por exemplo, as forças armadas mantiveram e depuseram Mubarak e depois também depuseram o sucessor muçulmano daquele, que tinha mais respaldo popular, dando-se bem em ambos os golpes.

    Curtir

    • Se me permiti Otimista. Eu vou explicar para você porque o golpe no Egito deu certo. No Egito tem uma minoria de cristãos,os chamados Coptas. Que estava sendo massacrada pelos islamistas da Fraternidade Muçulmana, a ganhadora das eleições. Só procurar na internet e você verá como os cristãos estavam sendo mal tratados. Os islâmicos se aproveitavam do governo muçulmano para tratar os cristãos coptas de maneira humilhante e desumana. Tem muitos vídeos na internet,,os veja.
      O Governo muçulmano era tão perverso e ruim que até os egípcios não cristãos ,sofriam muito e detestavam o governo . Foi quando houve o Golpe Militar, que foi vitorioso. Nisto dou graças a Deus,pelo sucesso deles. Pois para os cristão egipcios isto foi uma benção de Deus. Hoje ! Eles não sofrem tanto mais. Agora vão me acusar de apoiar a ditadura no Egito. Este é o mundo real. E estou contente por ver os cristãos egipcios ,livres do governo muçulmano. Só isto. O importante é que de alguma forma,um governo ímpio como aquele, foi varrido.

      Curtir

  14. No Brasil nunca vai acontecer o que aconteceu na Turquia, simplesmente, porque lá as Forças Armadas são dominadas pelo governo, diferente do Brasil que os governos do PT fizeram de tudo para trazer as Forças Armadas para o seu lado e não conseguiram e nunca conseguirão, até porque, os nossos militares têm repúdio ao comunismo, inclusive foi criado o ministério da Defesa e foi colocado um civil para comandá-lo, mas também não conseguiram trazer os militares para o lado deles.

    Curtir

  15. Realmente os golpistas da Turquia prestaram um grande serviço ao Erdogan. Era a desculpa que ele queria pra aumentar ainda mais seu poder e autoritarismo.

    Contudo, não há semelhanças entre o golpe turco e o pretenso golpe brasileiro. Primeiro, porque quem clama por um golpe militar no Brasil não são os militares, mas algumas pessoas que ficaram inconformadas com a permanência do PT no poder. Aqui no Brasil não há motivos reais para um golpe. As instituições, bem ou mal, ainda funcionam, e os comandantes militares sabem disso. Sabem que é melhor esperar que as coisas se resolvam (olha a lava jato aí, não vai ficar pedra sobre pedra) pelas vias institucionais, mesmo que demore, do que tomar uma atitude atabalhoada que vai lhes custar muito caro depois.

    Mas uma coisa é certa: se houvesse uma tomada de poder pelos militares aqui no Brasil, não haveria divisão entre a tropa. As forças armadas brasileiras têm uma visão bastante unida, são na verdade uma grande fraternidade ideológica. É impensável que uma parte do exército vá entrar em guerra contra outra, como ocorreu na Turquia. Se um dia houver um golpe militar no Brasil, é porque os generais, em sua esmagadora maioria, abraçaram a causa. Não vislumbro isso nem tão cedo no Brasil.

    Curtir

  16. No Egito a intervenção funcionou. Mas aí não conta, claro.

    Depois, é claro que o Erdogan inventou esse golpe só para dar razão aos petistas e tucanos brasileiros… Ele não está nem aí para o que acontece na Turquia. O negócio dele é reforçar com fatos o discurso pasmaceiro dos tucanos tupiniquins…

    Valha-me Deus!

    Curtir

    • Carlos,

      Eu citei um livro como fonte, que JÁ ABORDA os países menos civilizados, que ACEITAM os modelos totalitários. Aliás, Gramsci já investigou isso há cerca de 80 a 90 anos atrás. Então, não adianta dizer “no Egito funcionou” para validar uma ação obscurantista e obsoleta em um país como o Brasil.

      Abs,

      LH

      Curtir

      • Ah, você já citou um livro?
        Ah, então tá! Me desculpa.
        Em todo caso, não sei se o Egito é menos civilizado do que a Turquia. Se o Gramsci diz isso, então deve ser uma verdade absoluta. Afinal, o Gramsci é a fonte mais confiável do mundo atual, mesmo tendo escrito suas asneiras há cerca de 80 a 90 anos atrás.

        Curtir

      • O Gramsci simplesmente é o criador do modelo mais funcional para a tomada de poder hegemônico. Ele simplesmente acertou. E não em termos teóricos, mas práticos. Outros deram sequência no trabalho.

        Curtir

  17. A tua “versão” é uma narrativa, apenas, que foi criada por intervencionistas para manter esperanças de que “a intervenção funciona”. Mas é um ato de fé, não algo comprovado pelos fatos. E quando as pessoas começarem a ser fuziladas por Erdogan a narrativa ainda vai piorar.

    Não há evidências de que Erdogan “armou o golpe”.

    Se tiver, apresente.

    E não adianta apresentar “versão”, mas fatos.
    ………………………………………………………………………………………………………………………………………………………
    Todos estamos raciocinando sobre “versões”, inclusive você e o seu guru, embora se considerem, ao que tudo indica,como sendo os detentores da verdade absoluta sobre os acontecimentos. Ora, por que cargas d’água a versão de vocês, pretensos ‘illuminati” da blogosfera, seria melhor do que as outras? Talvez pela razão de que ela serve de base ao salto triplo carpado de um raciocínio maniqueista que tenta usar a patuscada da Turquia como exemplo condenatório para os que, no Brasil, acreditam que só uma intervençao militar resolveria os graves problemas do país, não é mesmo? É a conhecida falácia da comparação indevida, fazendo água por todos os lados..

    Sossegue, no entanto, que não sou um perigoso ‘intervencionista” para você chamar de seu aqui no blog. Mas defendo opinões divergentes dentro da direita, coisa que você e a “Marxilena Chauí dos Tucanos” abominam fazer. Talvez pela fidelidade que prestam à agenda gramscista dos tucanos, parece-me..

    Curtir

    • Marcio,

      Tudo que você está fazendo é acusar o outro daquilo que você faz (ex. “coisa que você e a “Marxilena Chauí dos Tucanos” abominam fazer”, “fidelidade que prestam à agenda gramscista dos tucanos”).

      Já virou um vício e, convenhamos, em discussões táticas sobre política morremos de rir dessa mania que, igual fazem os petistas, sempre definirem um oponente como “aliado aos tucanos”.

      Na verdade, o que identifiquei é um padrão.

      * Há um modelo obsoleto de tomada de poder
      * (x) é um grupo que escolhe esse modelo obsoleto de tomada de poder
      * para (y), adversário de (x), é ótimo que (x) escolha este modelo obsoleto de tomada de poder
      * geralmente com isso, (y) obtem ganho político e até aumenta seu poder
      * (x) geralmente não está ciente do uso que (y) faz de sua escolha, mas isso não importa

      As evidências mostram que os intervencionistas na Turquia e no Brasil atenderam ao mesmo padrão.

      Os fatos comprovam o caso no Brasil e na Turquia. Resta, ao intervencionista do Brasil querer negar este fato. Uma forma é adotar a narrativa de que “o golpe foi armado por Erdogan”. Tá. Ele “armou” com a turma que “deu o golpe” todas as consequências violentas que estão se abatendo sobre eles? rs. É evidente que a tese de “golpe armado por Erdogan” é furada.

      Aliás, não existe nada de “raciocínio maniqueista” na identificação do padrão. Apenas se observa o que FUNCIONA e o que NÃO FUNCIONA.

      E não interessa se você é intervencionista ou não. Interessa se sua narrativa é aquela usada pelos intervencionistas ou não. É esta narrativa que estou mapeando aqui.

      Abs,

      LH

      Curtir

  18. Usando a mesma logica o atentado em Nice não foi contra os franceses mais contra o Islã.
    Lula e o PT é uma criação da direita para impedir que a esquerda de “verdade” se forme.’
    Edorgan pagou para ver, estava com apoio e se deu bem.
    Podemos fazer um paralelo com o golpe contra Chaves.
    Não creio que tudo é obra de teoria conspiratórias, merdas acontecem e apenas acontecem.

    Curtir

  19. Prezado Luciano,

    Para que eu estivesse acusando-o do que faço, eu deveria, por primeiro, estar fazendo aquilo de que o acuso, ou seja, atrelar-me à agenda socialista dos tucanos, coisa que absolutamente não faço, ao contrário de você e do seu guru, Reinaldo Azevedo – a “Marxilena Chauí dos Tucanos”. Não cabe, então, comparar-me a petistas, mesmo porque não faço o jogo que mais interessa a eles, que é o de desmoralizar fjguras representativas da direita, como você e o Reinaldo têm tentado fazer. .

    Quanto ao padrão que você supõe ter identificado, só existe no seu imaginário. Não há padrão nenhum, pois, mesmo que o “golpe” tenha ocorrido exatamente do jeito que você supõe, ele só viria a se constituir, de fato, num padrão, se fosse adotado como modelo em eventos futuros, da mesma natureza. No entanto, o disparate mesmo veio depois, com a sua afirmativa de que “as evidências mostram que os ‘intervencionistas’ na Turquia e no Brasil atenderam ao mesmo padrão”. Se perguntar não ofende, quando foi mesmo que os “intervencionistas” do Brasil puseram os seus tanques na rua para golpear o governo da Dilma “Erdogan “ Roussef, que não me dei conta da quartelada?

    No que diz respeito às afirmativas seguintes, elas dispensam comentários, uma vez que fogem completamente da versão que submeti à sua apreciação.
    Por fim, diante das impropriedades que você alinha na sua resposta, sou levado a concluir que tanto faz, de fato, que eu seja ou não intervencionista. A narrativa que você mapeou foi, na verdade, a que mais lhe convinha.

    Um grande abraço. .

    Curtir

    • Falso, Márcio,
      Para que você esteja fazendo aquilo de que me acusa basta você estar optando pelo ad hominem e distorcendo argumentos do oponente. Era isso. E você repetiu o padrão, e não tem mais como fugir dele. Exemplo: “ao contrário de você e do seu guru, Reinaldo Azevedo”. Ou seja, você me acusou de estar atrelado ao Reinaldo Azevedo para esconder que você está atrelado a um guru. E reconhecidamente.
      E a coisa chega até a ser cômica: “não faço o jogo que mais interessa a eles, que é o de desmoralizar fjguras representativas da direita, como você e o Reinaldo têm tentado fazer.”
      Isso quando no mesmo parágrafo… você tenta desmoralizar figuras representativas da direita. É engraçado como você acusa os outros daquilo que faz.
      Em relação ao padrão, você afirma: “Não há padrão nenhum, pois, mesmo que o “golpe” tenha ocorrido exatamente do jeito que você supõe, ele só viria a se constituir, de fato, num padrão, se fosse adotado como modelo em eventos futuros, da mesma natureza.”
      Isso se chama ampliação indevida. Um padrão de comportamento é avaliado logo após… sua ocorrência, e outras ocorrências passadas. Mesmo que ele não venha a ser usado em eventos futuros de novo (mas vai), isso não importa.
      Agora veja só o espantalho que você criou: “Se perguntar não ofende, quando foi mesmo que os “intervencionistas” do Brasil puseram os seus tanques na rua para golpear o governo da Dilma “Erdogan “ Roussef, que não me dei conta da quartelada?”
      Os intervencionistas REQUISITARAM POR MEIOS DA VERBALIZAÇÃO que exatamente o que ocorreu na Turquia ocorresse no Brasil. Não conseguiram, pois ninguém é doido de fazer isso, pois é um modelo obsoleto para a tomada de poder no Ocidente. E o PT sabe disso. Mas, mesmo que não tenham tido seus requisitos atendidos, eles SERVIRAM à propaganda do PT, que os “fotografou” e usou as imagens para atacar as manifestações em geral. Ou seja, os intervencionistas foram tanto serviçais do PT como os intervencionistas turcos foram serviçais de Erdogan. FATO.
      Enfim, não interessa se você é intervencionista. Interessa é a narrativa adotada. E é ela que estou refutando.
      Abs,
      LH

      Curtir

  20. Como era esperado Erdogan está agindo sem misericórdia nenhuma contra os militares golpistas, a oposição e gente que discorda dele. Já avisei: Islâmicos não tem misericórdia de seus inimigos.
    Vejam essa noticia. http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2016/07/20/turquia-fecha-626-escolas-como-medida-contra-simpatizantes-de-golpe.htm “Turquia fecha 626 escolas como medida contra simpatizantes de golpe” “Dessa forma, já são mais de 55 mil trabalhadores, tanto públicos como privados, que ficaram sem emprego devido à tentativa de golpe.

    Vejam essa noticia. http://oglobo.globo.com/mundo/turquia-proibe-viagens-trabalho-de-professores-universitarios-ao-exterior-19750623

    Não é só militares golpistas que estão sendo perseguidos,mas a classe dos professores está sendo tremendamente golpeada. Será ! O que as universidades brasileiras vão dizer desta situação ?

    O Ocidente não pode ser frouxo e covarde com Erdogan . Aceitar passivamente a forma brutal com que os islâmicos tratam seus inimigos,opositores,pessoas descontentes e antipáticas ao sistema islamista..
    Isto só vai fortalecer o Islã. Criara ‘democracias’ no mundo islâmico muito esquisitas, em que quem for opositor será tratado como lixo. Vejo muita covardia,omissão e hipocrisia nas nações do Ocidente.
    Estão sendo muito fracos com Erdogan.
    Só um lembrete para nós ,os infiéis. . Alá,o deus dos muçulmanos só é bom para os muçulmanos.
    Assim compreendemos a mentalidade de Erdogan,ele só é bom para seus aliados e simpatizantes islamitas. Erdogan se inspira em Maomé,no Alcorão. Logo ! Não haverá nenhuma misericórdia para os desafetos. O Ocidente ‘cristão’, só de nome, está sendo muito compassivo com um regime deste e colherá terríveis frutos. Se na ‘democracia islâmica’ se pode tratar inimigos,opositores,pessoas descontentes com mão de ferro.
    Por que ? Em as outras ‘democracias’ precisam respeitar tanto os direitos de minorias,descontentes,opositores e revoltados em geral, e até golpistas ? Por que não trata-los com menos brandura !

    Curtir

  21. Vídeo do dailymail , mostra soldados revoltosos turcos com os rostos ensaguentados. Sendo torturados.
    Vejam : http://www.dailymail.co.uk/news/article-3701790/Bloodied-faces-handcuffed-forced-kneel-UNDERPANTS-Does-horrific-footage-prove-Turkey-coup-ringleaders-tortured.html

    O Dailymail questiona se o vídeo mostra tortura e maus aos soldados golpistas. Diz “Algemado, com rostos ensanguentados e t-shirts, este é o vídeo horrível que parece mostrar líderes de golpe fracassado da Turquia estão sendo torturados sob custódia.”
    Eu não tenho dúvida nenhuma de que os soldados estão sendo torturados e não só os soldados,também revoltosos civis. O que mostra este vídeo é muito pouco diante do que realmente está acontecendo.
    Vídeos como este fazem os islâmicos ,seguidores de Erdogan delirarem de prazer.
    O mais contraditório é o destaque do Dailymail : __ “Erdogan está tomando medidas para “eliminar a ameaça contra a contra a democracia “.
    Que democracia ? Só se for a ‘democracia islâmica’ ! A Mídia não de ser hipócrita. Só que está muito difícil para a Mídia esconder a verdade. A ilusão de que existe um regime democrático e justo na Turquia e que Erdogan é um governante honrado,não cola mais. A verdade é que uma parte do povo,militares,autoridades não aguentam mais este governo. No desespero ! Os militares tentaram o fracassado golpe.
    A covardia e hipocrisia da nações ocidentais não pode mais ser escondida .
    Um leitor do Dailymail pergunta : “Então, como é Ergodan diferente de Assad? Imagine a indignação da UE, se essas imagens estavam vindo da Síria, em vez da Turquia Entretanto, a UE apenas se senta e relógios

    O leitor Trent steele está coberto de razão.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: